Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

05/04/2007 - G1 Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Golpe burla fiscalização de carga entre SP e RJ


Um dia após o Jornal Nacional ter mostrado que caminhoneiros faziam uma falsa transferência de carga para outros veículos no trecho da Rodovia Dutra que liga Queluz, a 234 km de São Paulo, a Resende, no Rio de Janeiro, foi descoberta uma nova forma de fraude no local.

Como o peso da carga transportada na estrada é calculado pelo eixo do caminhão, o motorista agora, em vez de transferir a carga, troca o cavalo mecânico inteiro (base que sustenta a carga do caminhão).

Um motorista foi filmado quando foi impedido de seguir viagem porque a carga de seu caminhão estava mal distribuída. Havia mais peso na frente do que na parte de trás do veículo. No pátio da balança de Queluz, ele alugou um cavalo com um eixo a mais (mais rodas) e foi possível pegar a estrada de novo. Andou apenas 3 km e depois fez a troca.

Saiu o cavalo mecânico alugado de três eixos, que deu mais sustentação à carga e permitiu que ela passasse pela balança, e voltou o cavalo original de dois eixos que sobrecarrega a dianteira do veículo.

Transporte irregular

Na quarta-feira (4), o JN mostrou que poucos quilômetros antes da balança em Queluz, os caminhoneiros fazem transferência de parte da carga excessiva para outros caminhões menores para evitar de serem multados. O problema é que, após passarem na balança, os motoristas retornam a carga para o veículo e seguem viagem com excesso de peso.

Nesta quinta-feira (5), a concessionária responsável pela estrada se pronunciou sobre o problema. De acordo com Henrique Bekis, coordenador da NovaDutra, a concessionária pediu um reforço na fiscalização. “Solicitamos à polícia para que faça a fiscalização para que essa carga transbordada siga até o destino com o veículo que fez o transbordo”, disse Bekis. A concessionária administra a estrada e também a balança que faz a pesagem das cargas.

A polícia, no entanto, diz que não tem nada a ver com isso e que, em estradas privatizadas, a responsabilidade da fiscalização é da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT).

Em nota, a ANTT informou que fiscaliza a pesagem na balança e que a fiscalização na estrada cabe à Polícia Rodoviária Federal.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 398 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal