Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

21/03/2010 - Diário do Nordeste Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Capturado suspeito na porta de escola particular

O homem estava em atitude suspeita e foi abordado por policiais da Divisão Antissequestro com vários documentos.

A Delegacia de Defraudações e Falsificações (DDF) está investigando a identidade de um homem preso, em atitude suspeita, na porta de um colégio particular da Aldeota, em Fortaleza. Ele foi flagrado com uma câmera fotográfica por policiais da Divisão Antissequestro (DAS). Quando abordado, se identificou como Francisco Antônio Maia, mas logo disse se chamar Francisco Gonçalves da Silva.

A equipe da DDF foi acionada e descobriu que Francisco Gonçalves da Silva já havia sido preso em 2008 naquela Especializada, sob a acusação de estelionato, e tinha mandado de prisão em aberto. "Quando soube disso, ele voltou atrás e disse que seu nome verdadeiro era Francisco Antônio Maia", disse o delegado Jaime Paula Pessoa Linhares, titular da DDF.

Em poder do acusado foram apreendidos diversos cartões bancários, outros de crédito, faturas de cartões demonstrando compras de produtos eletrônicos. Também foram encontradas com ele duas carteiras de trabalho, uma em nome de Francisco Gomes da Costa e outra em nome de Francisco Militão Pessoa. Um veículo Pálio, financiado em nome de Pedro de Freitas Lima, foi encontrado com o homem. "Ele utilizava vários nomes diferentes para fazer compras no comércios, abrir contas bancárias, tirar cartões. Financiou um veículo e até multas já tem em nome de terceiro", destacou o titular da ´Defraudações´. Uma carteira de identidade com nome de Ênio Fernandes Moreira também foi apreendida. Todos os documentos tinham a fotografia da mesma pessoa. Outro detalhe interessante observado pela Polícia estava registrado em um extrato bancário da esposa do acusado: diversos depósitos de valores como R$ 45 mil, R$ 8 mil. E saques também representativos, como um de R$ 33 mil. "Vamos investigar qual o envolvimento desta mulher nos crimes praticados por ele", adiantou Jaime.

Identidades

Segundo o delegado, todos os nomes que estavam sendo utilizados pelo estelionatários tem que ser verificados. "Podem existir pessoas com estes nomes que estão sendo lesadas e sofrendo sérios danos com isso", ressaltou. Para Jaime, um dos pontos mais curiosos da investigação está na facilidade de falsificação das identidades.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 210 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal