Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

20/03/2010 - paraiba.com.br Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Polícia prende quadrilha que fraudava o INSS


Após três meses de investigações, a Polícia Civil da cidade de Alagoa Nova, comanda pelo Delegado Durval Barros conseguiu desarticular umas das maiores quadrilha de golpistas contra aposentados do INSS, que agia no Nordeste. Foram presos, Raimundo de Sousa Arnaud Filho, Alexandro Santos Bezerra e Valmir Evangelista Vieira todos com mandados de Prisões Preventivas decretadas pelo Juiz da cidade Alagoa Nova, Eronildo José Pereira. A prisão dos acusados aconteceu nesta sexta-feira, (19) em Campina Grande.

As investigações tiveram início em janeiro de 2010, pelo delegado Durval Barros e o Inquérito Policial concluído recentemente, remetido para Justiça com identificação de autoria e materialidade dos crimes praticados pela Quadrilha, os estelionatários falsificaram vários documentos pessoais de beneficiário do INSS. A quadrilha agia em várias cidades da Paraíba e Estados vizinhos e no ano passado, os policiais detectaram uma fraude realizada por Alexandro Santos, que, portava documentos falsificados de outro aposentado já falecido, João Francisco Rodrigues, da cidade de São João do Cariri, inclusive, de posse de uma Procuração Pública, outorgada por Valmir, que usando documentos falsos se passava pela vítima Geraldo Targino.

Ainda ficou evidenciado nas investigações de que Raimundo de Sousa Arnaud Filho deu entrada em mais cinco processos de empréstimos consignados junto a outro correspondente bancário do BMG, na cidade de Campina Grande, falsificando documentos de aposentados do INSS, desta vez se passando como Corretor Raimundo Arnaud dos Santos, usando documentos falsos.

Foram usados “laranjas”, isto é, fotos cedidas por terceiros, integrantes da quadrilha, para montagem da documentação falsa. As vitimas são de Picuí, Boqueirão, Nova Palmeira e Cajazeiras, cujos processos de consignação não foram deferidos, por intervenção da “Operação Caça Fantasma”.

João Paulo Canuto Alves, que foi ouvido em termos de declaração na Central de Polícia de Campina Grande, contou que tinha sido contratado para montar os documentos dos aposentados do INSS, aonde lhe rendia por cada montagem a quantia de R$ 600,00 e o declarante confessou que já tinha feito mais de vinte documentos.

Foi apreendido ainda com João Paulo, um notebook e documentos falsos e a polícia constatou que há vários programas de falsificação de documentos, inclusive, várias fotos, digitais, comprovantes de residências e documentos do INSS, pertencentes a vitimas lesionadas e futuras. O notebook será remetido ao Instituto de Policia Cientifica, em João Pessoa, para realizações de perícias.

A operação não tem data para terminar, com o surgimento de novos nomes de golpista, e novas denúncias o Delegado Durval Barros, pedirá novos mandados de prisões, há vários documentos montados apreendidos, a Polícia irá investigar a participação de pessoas usadas para retirar o dinheiro nos bancos, já são mais de vinte documentos falsos apreendidos.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 308 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal