Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

19/03/2010 - Bem Paraná Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

PF prende fraudadores que aplicavam golpes contra a CEF em MG

Eles haviam adquirido empresa inativas, com a utilização de nomes e documentos de laranjas.

Dois homens foram presos em flagrante na tarde de quinta-feira (18), em Belo Horizonte, tentando aplicar um golpe na Caixa Econômica Federal (CEF), por meio do uso de documentos falsos, pessoais e de empresas. Investigações do Grupo de Repressão a Crimes contra a Caixa Econômica Federal detectou provável ocorrência de golpe contra a instituição quando teve conhecimento de uso de documento falso para abertura de conta de empresa e obtenção de empréstimos, na agencia Alípio de Melo, em Belo Horizonte.

Os fraudadores haviam adquirido empresa já constituídas porém inativa, com a utilização de nomes e documentos de laranjas. Em seguida, um participante do esquema, como procurador da empresa e utilizando documentos falsos, abriria conta corrente e obteria empréstimos para depois desaparecer. Um contador, que já havia sido preso pela PF no passado, também fazia parte do grupo.

O procurador da empresa já havia estado na agencia da CEF, para abertura de conta corrente, apresentando Carteira Nacional de Habilitação como documento de identidade, porém policiais constataram tratar-se de documento "montado", ou seja, falsificado. A data de inscrição do CPF descrito na carteira era posterior à data de expedição da própria CNH.

Este indício dava conta da provável ocorrência de fraude mediante a apresentação de documento falso para abertura de conta bancária e posterior obtenção de empréstimo fraudulento (que poderia se dar de várias formas, inclusive mediante contrato de Desconto de Duplicatas na modalidade Escritural ou Cheques, Cobrança Rápida etc.) em nome de empresa constituída por "laranjas".

Uma equipe de policiais federais estava de prontidão nas proximidades da agência Alípio de Melo, quando os integrantes da quadrilha foram ao local. No momento em que o procurador da empresa e outros dois homens saíram da agência, os policiais realizaram a abordagem, solicitando a identificação dos três envolvidos.

O procurador então apresentou a CNH falsa, tendo sido preso em flagrante naquele momento, por uso de documento falso. Um dos dois homens que acompanhavam o procurador da empresa era sócio do negócio (confessou ter "emprestado o nome" para a transação) e também foi preso em flagrante.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 277 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal