Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

02/04/2007 - Diário do Nordeste Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Atenção ao comprar pescados e camarão

Por: Carlos Eugênio


O consumidor cearense deve ficar alerta ao comprar pescados e camarão na Páscoa. A exemplo do que ocorre em algumas marcas de frango congelado, já denunciadas por donas de casa por conter até 30% do peso da ave em água após o degelo, a fraude também pode ser verificada em vários tipos de camarão congelado comercializados na Capital.

´O percentual de água no camarão de determinadas marcas chega a 40% do peso do produto´, denuncia o diretor Comercial da Empesca, Alexandre Pereira Reis. Segundo o chefe do laboratório de Pré-Medidos, do Instituto de Pesos e Medidas de Fortaleza (Ipem), Anastácio Gomes, no ano passado constatou-se presença de até 20% de água no pescado (peixe, camarão e moluscos) vendidos na Capital cearense.

De acordo com a portaria 74/95, do Inmetro, o volume de água permitido em produtos congelados, drenados ou de secagem rápida, a exemplo do camarão e do peixe, é de até 3%, além do peso do produto, livre da embalagem. Já no caso das aves, o Inmetro ainda não definiu norma específica para o frango congelado ou resfriado, embora a presença de água não conste no cálculo de tolerância de peso do produto.

Há 15 anos no setor de produção e comercialização animal e de pescado, Alexandre Reis explica que no frango, a água é injetada, através de agulhas, no próprio corpo da ave, além de inserida na embalagem. Ele não aponta marcas, mas confirma que a prática é comum em empresas de fora da praça cearense, até porque o Ceará só produz frango resfriado ou abatido na hora.

No camarão, explica o executivo, a água é colocada na própria embalagem, o que pode ser percebido facilmente, devido à formação de blocos de gelo em torno do pescado. Conforme disse, até o limite de 3% é permitido e indicado para hidratar o produto e evitar que queime no congelamento.

Injetar água para elevar o peso do produto, seja ele qual for, é crime contra o consumidor e prejudica todo o setor. ´A fraude reduz o preço do camarão no mercado, mas prejudica a concorrência, além de reduzir a qualidade do produto e lesar o consumidor´, alerta Reis.

Almir de Souza, superintendente do Ipem, aconselha o consumidor a pesar o produto na balança eletrônica do supermercado antes de comprar. ´Ele deve checar na etiqueta quais os pesos da mercadoria e da embalagem e fazer a diferença para saber se o valor cobrado está compatível com o preço do quilo do produto. Em caso de dúvida é melhor não levar, mas se a fraude só for comprovada após chegar em casa, o consumidor deve denunciar ao Ipem, que comprovará a medição no laboratório de Pré-Medidos´.

As sanções, caso confirmada a infração, incluem multas que variam de R$ 100 a R$ 1,5 milhão, considerando o tamanho (em porcentagem) da adulteração, o porte da empresa e se há reincidência, explica Souza.

Diante de denúncias de fraudes no peso do pescado, o Ipem intensificou a fiscalização em pontos de venda de peixes, vinhos e ovos e bombons de chocolate, produtos de grande procura na Páscoa. No caso do pescado, o alvo foram os boxes da Av. Beira-Mar, do Carlito Pamplona, feiras livres e supermercados. ´Na primeira semana de abril, vamos fiscalizar a aferição das balanças´, afirma.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 1584 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal