Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

03/04/2007 - G1 Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Chuva 'do além' assusta moradores na Zona leste de São Paulo


Uma chuva de pedras, garrafas e copos com dentes de alho assusta moradores do Jardim Maia, na região de São Miguel Paulista, Zona Leste de São Paulo, há quatro dias. Na noite de segunda-feira (2), o bairro foi novamente alvo do misterioso fenômeno, segundo o "Jornal da Tarde".

Junto com a chuva, moradores garantem que têm presenciado estranhos acontecimentos. Muitos relatam ter visto dois telhados se levantarem. De acordo com eles, assim que a chuva de pedras acabou, na madrugada de sexta-feira (30), um imenso "bicho branco" teria aparecido em um telhado e, durante 15 minutos, teria deixado um grupo em um tipo de transe.

"Ele aumentava e diminuía de tamanho. Tínhamos a impressão de que ele se transformava, mas não conseguíamos ver seu rosto, que ficava envolto numa névoa. Estou apavorada", conta a dona de casa Angélica Fátima de Paula. A casa da família dela é uma das mais atingidas pelas pedradas misteriosas.

A moradora Maria Aparecida da Silveira teve o telhado da casa levantado, e vários vizinhos viram. "Só pode ser uma coisa muito ruim", definiu. Na casa de Marinês Souza Silva, a situação é ainda mais grave: três copos com alho caíram no quintal. "Isso só pode ser bruxaria!", diz Marinês.

Com medo, moradores já organizaram expedições noturnas em busca de um responsável pelos fenômenos. Nada encontraram. A polícia foi chamada ao local e confirma a chuva de pedras, mas também não encontrou "culpados".


Ciência explica - ou não

Segundo o especialista em relatos paranormais da Universidade de São Paulo (USP) e da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP), Wellington Zangari, a ciência procura descartar algumas hipóteses antes de tratar um fenômeno como paranormal. "As pesquisas nos mostram que na maior parte desses casos se trata de fraude. E muitas vezes é difícil pegá-la porque as pessoas são criativas", explica.

Zangaria aponta que os moradores também podem estar sendo vítimas de uma "fraude inconsciente", quando "a pessoa entra em um estado alterado de consciência e perde a noção do que está fazendo, ou seja, jogar as pedras sem nenhum controle. Nesse momento, acontece amnésia e ela não se lembra do que fez".

Por fim, pode tratar-se realmente de um fenômeno paranormal, ou seja, para o qual a ciência não tem explicação. De acordo com o especialista, "estudos em laboratórios indicam evidências científicas de que o ser humano, eventualmente, tem capacidade de mover objetos sem o uso da força e pode provocar isso sem a consciência".

Mas para o caso do Jardim Maia, Zangaria descarta essa última hipótese, pelo menos por enquanto. "Como são evidências ainda fracas, é melhor ficarmos com as hipóteses anteriores."

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 373 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal