Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

15/03/2010 - Correio de Uberlândia Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

PF apreende R$ 3 mil em cédulas falsas

Por: Frederico Silva

Pacote com 61 notas de R$ 50 foi encontrado nos fundos da casa de um homem, no bairro Marta Helena.

Mais de R$ 3 mil, em notas falsas de R$ 50, foram apreendidos pela Polícia Federal (PF) em Uberlândia, no fim de semana. O dinheiro falso foi encontrado em um pacote nos fundos da casa de um homem, no bairro Marta Helena, região norte, vizinho de um dos integrantes da quadrilha que fabricava e distribuía notas falsas na cidade e em outros estados e que foi desarticulada pela PF na sexta-feira (12).

As 61 notas no pacote, segundo a polícia, pertenciam a um homem identificado como Vanderlei, um dos cinco presos, considerado pelos policiais o suposto negociador da quadrilha e que aliciava compradores para o dinheiro falso. “Agora está explicado. Ficamos surpresos em não encontrar nenhuma nota falsa com eles no dia da apreensão, mas agora fica claro. Penso que ele deve ter ouvido a polícia chegar e jogou o pacote pelo muro. Isso só aumenta o número de provas contra ele”, disse o delegado federal Daniel Ladeira.

A investigação da PF durou mais de seis meses até que os policiais prendessem os cinco suspeitos de integrar a quadrilha, na sexta-feira. Segundo a polícia, os acusados dividiam os trabalhos para manter a fraude que durou mais de oito meses. Um casal, identificado como Vicente e Alessandra, e outro integrante, Regis, cuidavam da gráfica que fazia a impressão das notas e funcionava em uma casa na rua Roosevelt de Oliveira, no bairro Aparecida, região central. No local, foram apreendidas quatro máquinas off-set profissionais e matrizes para a fabricação das cédulas falsas, que, de acordo com a polícia, impressionavam pela qualidade e semelhança com as verdadeiras.

Os outros dois integrantes: Jaqueline, presa em Araguari, e Vanderlei, que teria dispensado o pacote com R$ 3 mil em notas falsas apreendido no sábado, eram os responsáveis pela distribuição das cédulas e pelo aliciamento de compradores para manter o mercado fraudulento.

Hoje, a delegacia da Polícia Federal em Uberlândia recebe a visita de peritos do Banco Central, que vão avaliar qual a dimensão da fraude que a quadrilha aplicava, já que as notas falsas foram parar também nos estados de Goiás e Bahia. De acordo com o delegado federal José Pacífico, os peritos irão avaliar todo o material apreendido.
“A perícia será feita nas matrizes, fotolitos e maquinário da fábrica de notas falsas que foi desativada. Com esse trabalho, os peritos terão uma estimativa de quanto dinheiro foi produzido pela quadrilha”, disse Pacífico.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 185 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal