Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

15/03/2010 - Monitor Mercantil Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

ACSP: a cada quatro empresas paulistanas, só uma tem certificação digital


Durante evento "Desmistificando a Certificação Digital", na Associação Comercial de São Paulo (ACSP), em parceria com a Certisign e Camara-e.net, foi divulgado um levantamento inédito da instituição, apontando que boa parte dos empresários da capital ainda estão, o qual, ausentes do universo da certificação digital.

De acordo com a superintendente de Marketing da ACSP, Sandra Turchi, embora a Certificação Digital tenha sido massivamente debatida nos últimos meses, grande parte do empresariado paulistano apresenta desconhecimento em relação ao assunto.

- Em um levantamento ouvimos 500 empresas, em janeiro de 2010, no qual constatamos que três em cada quatro empresas da cidade de São Paulo ainda não possuem certificação digital. Esse dado é digno de atenção - pondera Sandra.

No geral, 75% das empresas consultadas pela pesquisa disseram não ter a certificação digital. Com essa tecnologia, as empresas podem comprovar sua identidade em transações on-line, o que aumenta a segurança em operações como as de trocas eletrônicas de documentos.

A sondagem revela que o percentual dos que não tem a certificação é maior no comércio varejista (84%). Entre as microempresas ouvidas pela pesquisa, apenas 20% usam a tecnologia. Esse percentual aumenta para 34%, no segmento de pequenas empresas.

As empresas que não têm certificação digital afirmam que não necessitam da tecnologia (53%) ou que não a conhecem (29%). Apenas 2% argumentam que o preço de sua aquisição é muito alto. O setor que mais manifestou não conhecer a certificação digital foi o comércio atacadista (46%), seguido da indústria (37%).

Para o vice-presidente de Relações Institucionais da Certisign, Júlio Cosentino, entender a importância da certificação digital é uma medida necessária no mundo empresarial.

- O que atrapalha as transações no Brasil é o excesso de burocracia. A certificação digital simplifica esses processos. O que precisa ficar claro é que a situação contábil e fiscal no país está mudando e, na verdade, essa evolução contribui para a agilidade nos procedimentos e a redução de tempo - explicou.

A partir do mês de abril, as empresas deverão entregar seus exercícios, referentes a lucro real, arbitrado ou presumido, por meio de transmissões eletrônicas. Com a certificação digital, a empresa garante a autenticidade, a segurança e a validade jurídica dos dados transmitidos.

- Essa conversão representa uma avanço no envio dos dados e na segurança - destacou Cosentino.

A obrigatoriedade tem como base a Medida Provisória nº 2.200-2, de 24 de agosto de 2001. A MP regula as ações das unidades gestoras da ICP-Brasil e a finalidade dos certificados.

Manuel Matos, presidente da Camara-e.net e Conselheiro do ICP Brasil, destacou o funcionamento prático da infra-estrutura do documento eletrônico no Brasil.

- Estamos vivendo uma revolução impulsionada pela internet e, todos nós fazemos parte dessa transformação - enfatizou Matos, mencionando que “existem entidades comprometidas com o país, como é o caso da ACSP, que está na vanguarda no apoio às empresas. Nas demais localidades, os cartórios terão esse engajamento”.

O ICP-Brasil (Infraestrutura de Chaves Públicas Brasileira) é um conjunto de entidades, padrões técnicos e regulamentos, elaborados para suportar um sistema com base em certificados digitais. A medida surgiu devido à percepção do Governo da importância de regulamentar as atividades de certificação digital no país, já que cresce o número de transações eletrônicas e, com isso, a necessidade de torná-las mais seguras.

Para a diretora da Ágil Consultoria, Cirlene Oliari Casteluber, o que precisa ficar nítido é que a assinatura digital passa a representar legalmente as empresas nacionais na internet.

- As vantagens da certificação digital são: maior rapidez e segurança nas transmissões dos dados, redução no custo de impressão, dificuldade de fraude, serviços on-line com a receita federal e capacidade de resistência ao envelhecimento e deterioração dos documentos - declarou Cirlene.

De acordo com a superintendente de Produtos e Serviços do SCPC, Roseli Garcia, a entidade está preparada para ofertar a certificação digital com os melhores custos do mercado, isso quando comparados à concorrência.

- Muitos desconhecem o que é certificação digital. Trata-se de um documento eletrônico que contém nome, um número público exclusivo, denominado chave pública, além de outros dados que mostram quem somos para o sistema de informação. Essa chave pública serve para validar uma assinatura realizada em documentos eletrônicos, explicou Roseli finalizando que “a parceria pioneira entre Certisign e ACSP está preparada para atender a todas as necessidades das pequenas e médias empresas”.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 198 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal