Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

04/04/2007 - Jornal da Paraíba Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Perito pode denunciar fraude


Os segurados que tentarem fraudar o INSS para conseguir um benefício de auxílio-doença poderão ser processados pelo governo. Os médicos peritos foram autorizados a encaminhar para a Procuradoria Federal do INSS casos de simulação de doenças ou de documentação irregular com o objetivo de fraudar a concessão do benefício. O médico que constatar a fraude deverá fazer um relatório e encaminhar à procuradoria junto com as provas da tentativa de golpe. Antes, quando a fraude era descoberta, o médico apenas negava o benefício. Atualmente, 1,4 milhão de segurados recebem o auxílio-doença. O valor médio do benefício é de R$ 669,15. O segurado que tenta fraudar a Previdência normalmente simula uma doença que é difícil diagnosticar, como depressão ou distúrbio mental. Também é comum a apresentação de atestados médicos falsificados. Algumas pessoas tomam remédios em doses exageradas para simular um sintoma.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 386 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal