Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

12/03/2010 - Correio da Bahia Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Peritos de Itabuna são indiciados por fraude em laudo de acidente


Dois peritos da Polícia Técnica de Itabuna estão sendo indiciados por corrupção e prevaricação, por serem funcionários públicos e terem agido de forma contrária a lei para beneficiar outra pessoa.

De acordo com a polícia, eles são acusados de fraudarem um laudo que apontava a jovem Pryscilla Gama como culpada de um acidente, que aconteceu em janeiro de 2008, quando na verdade o culpado era o motorista da empresa Águia Branca, Almir Silva Lima.

No dia 6 de março foi feita uma reconstituição do acidente na rodovia Ilhéus-Itabuna. De acordo com o delegado Luciano Patrício, o ônibus bateu sem frear à 70km/h e que o carro da jovem estava em sua pista normal, ou seja, quem desviou foi o motorista do ônibus que por desatenção ou problemas técnicos não evitou o acidente. 'Os peritos erraram por corrupção ou por incompetência', afirmou ele.

Acidente

O acidente aconteceu no dia 5 de janeiro de 2008, na BR-415, que liga a cidade de Itabuna a Ilhéus. Pryscilla, 24 anos, dirigia o carro com mais três amigas, quando bateu de frente em um ônibus da empresa Águia Branca. As quatro jovens voltavam da última aula antes da formatura em Administração, que aconteceria no fim de semana seguinte ao acidente. Todas as jovens morreram.

Dezoito dias depois, a empresa acionou a mãe de Pryscilla e pediu uma indenização de seis mil reais por danos morais e materiais por causa do acidente. As famílias das jovens resolveram, então, pedir a investigação das causas do acidente até que foi instaurado um inquérito administrativo, que pediu uma simulação do acidente, feita por peritos aqui de Salvador, e descobriu que o culpado era o motorista do ônibus.

O inquérito também investigou ligações dos peritos com a empresa de ônibus para apurar se os dois agentes beneficiaram a empresa na elaboração do laudo do acidente. Eles vão responder a processo administrativo pelo departamento de polícia técnica e também a processo criminal pela justiça comum.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 266 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal