Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

08/03/2010 - CGN - Central Gazeta de Notícias Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Dois são presos por estelionato

Várias vítimas compareceram a 15ª SDP para fazer o reconhecimento...

Dinheiro fácil de um lado, prejuízo de outro.
Duas pessoas presas, muitas vítimas revoltadas. A movimentação na 15ª SDP nesta tarde de segunda-feira (08) tinha uma explicação, ou melhor, várias. Assim que algumas pessoas ficaram sabendo da prisão de André Luis Brustolim, 29 anos, e Maria José Dionísio, 47, os crimes praticados pelos dois começaram a vir à tona.
“Eu coloquei o Astra para vender, então veio o Arnaldo, essa mulher e um sobrinho do Arnaldo e eu queria que ele assumisse as parcelas, já que eu estava desempregado, aí ele chegou deu um cheque me pagando o que já tinha pago e assumindo as parcelas e nisso fizemos um contrato, depositei o cheque, já fiquei prejudicado porque o cheque voltou”, informou a vítima.
“Eu tinha colocado um anuncio para vender a lancha, logo em seguida me ligou um senhor e pediu para ver, aí ele foi e gostou da lancha e disse que levaria o tio para comprar porque o tio dele tinha dois caminhões em Guaíra e precisava de um barco para pescar. Eles vieram lá em casa para comprar o barco me deram o número do cheque da conta eu consultei não constava nada, peguei os dados, fiz contrato, reconheci firma e deixei para transferir a lancha após a quitação aí me deram dois cheques com quantias diferentes, quando voltou o primeiro cheque eu liguei no número de celular que tinha atrás da folha e uma mulher atendeu dizendo que ele tinha outro número, liguei nesse novo número e ninguém atendeu mais”, finalizou a vítima.
Foram quase seis meses de investigações em busca da quadrilha acusada de estelionato, mas foi hoje no bairro Claudete que os policiais militares ficaram frente a frente com eles.
“Esse André Luis Brustolim tinha adquirido mercadorias em vários bairros da cidade e em Toledo e ele usava cheques a principio dele e em seguida de terceiros e adquiria objetos já com a intenção de não pagar os objetos e dar o golpe na vítima, então hoje nós chegamos até ele, ele havia adquirido alguns pares de tênis de um representante comercial deu os cheques e como já estava em investigação chegamos até ele”, afirmou a delegada adjunta Paula Martins.
Mas o caso não está completamente solucionado, acredita-se que ainda existam mais três pessoas envolvidas, inclusive um homem identificado como Arnaldo, citado por várias vítimas. Para entender perfeitamente o tamanho do golpe, agora a polícia colherá os depoimentos que prometem ser muitos, pois somente enquanto nossa equipe fazia esta reportagem aproximadamente 12 boletins de ocorrência apareceram destinados exclusivamente ao André, isto sem contar o dos outros integrantes do grupo.
É este o motivo que leva a polícia a acreditar que com a divulgação do caso, outras vítimas apareçam, com um cheque sem fundos na mão dispostas a contribuírem com a investigação do crime.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 236 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal