Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

05/03/2010 - Correio Braziliense Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

PF desarticula esquema de uso de cartões clonados

Por: Elaine Pereira


Três pessoas foram presas em Governador Valadares durante uma operação da Polícia Federal para desarticular um esquema de uso de cartões de crédito clonados. Outros dois integrantes da quadrilha foram presos no Pará e no Rio de Janeiro. Durante o cumprimento de mandados de busca apreensão os policiais aprenederam ainda carros, documentos e agendas que podem ajudar nas invetigações.

De acordo com os policiais, a quadrilha usava os cartões clonados para fazer compras pela internet, principalmente de passagens aéreas. A polícia acredita que ao longo de 2009 os criminosos tenham causado um rombo superior a R$ 2 milhões no faturamento das empresas. A polícia ouviu ainda outras 23 pessoas suspeitas de participação no esquema. Todos vão ser indiciados pelos crimes de estelionato, receptação, furto e formação de quadrilha.

Alem dos integrantes da quadrilha, foi indiciada também a gerente-geral da Caixa Econômica Federal de Governador Valadares em razão do vazamento, durante a investigação, de conteúdo sigiloso da operação. O crime é previsto no artigo 325, §2º do Código Penal,

Esquema

As investigações se iniciaram em novembro do ano passado a partir de denúncia de empresa aérea que percebeu divergências no faturamento do aeroporto de Governador Valadares, principal área de atuação da quadrilha. A empresa verificou que apesar da alta freqüência de passageiros nos seus vôos, o faturamento e lucro haviam caído vertiginosamente por causa do uso de cartões de crédito clonados para pagamento das passagens.

Na região de Governador Valadares, os integrantes da quadrilha vendiam qualquer passagem aérea no Brasil ao valor de 50% do preço original que continha no site, independente do dia, da quantidade e do destino. Durante os dois meses de investigação, a Polícia Federal
identificou mais de 500 passagens aéreas fraudadas, a um prejuízo superior a R$ 250 mil com a utilização de mais de 200 cartões de crédito fraudados.

Como a maioria dos números dos cartões de credito não era vendida com os dados completos dos seus titulares, os criminosos utilizavam nomes fictícios para fornecer durante a compra nos sites. Dentre os passageiros identificados pela Policia Federal, estão médicos, dentistas, funcionários públicos, entre eles integrantes da Prefeitura Municipal de Governador Valadares onde um dos integrantes havia trabalhado, autoridades Públicas como juízes, promotores, procuradores federais e políticos que compraram passagens em princípio sem conhecimento da fraude. Os nomes estão sendo analisados pela polícia para determinar a participação e a culpabilidade de cada um no esquema.

O nome da operação foi escolhido por causa da semelhança entre as condutas dos criminosos e a história de Ícaro, na mitologia grega. Ícaro, filho de Dédalo, é conhecido por ter morrido depois de uma tentativa frustrada de deixar Creta voando.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 327 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal