Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

04/03/2010 - EPTV.com Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Dentista é flagrado ao cobrar R$ 40 por atestado de dois dias

Empresário desconfiou ao receber 30 atestados do mesmo profissional.

Um dentista de Itobi, na região Central do Estado de São Paulo, foi flagrado cobrando para dar atestado a um paciente. Por R$ 40, ele emite o documento com informações falsas permitindo que o trabalhador fique dois dias sem trabalhar.

As imagens foram feitas pelo funcionário de uma empresa, cujo dono ficou desconfiado após receber 30 atestados do mesmo dentista. Na consulta, após ser examinado, o funcionário pergunta ao dentista Benedito de Oliveira se é possível conseguir um atestado.

Paciente: “Doutor, tem como ajeitar um atestado pra mim, não?”.

Dentista: “Eu vendo! É R$ 20”.

Paciente: "Pra dois dias. Eu queria ficar uns dois dias".

Dentista: "Aí eu teria que fazer dois atestados para você. Eu vou alegar o que? Que você extraiu o dente?".

Paciente: "Tá, faz dois então".

O dentista vai até o armário, pega um bloquinho e começa a anotar as informações do paciente. O cliente também pode escolher o dia que prefere ficar em casa.

Ele ainda orienta para que ninguém suspeite de nada.

Dentista: “Você não pode entragar amanhã. Como é que você vai entregar um atestado de segunda amanhã? Você vai entregar os dois na terça”.

O empresário Paulo Sérgio dos Santos, que solicitou a gravação, disse que o atestado sempre diagnosticava o mesmo problema. “A ocorrência é sempre a mesma. Todo mundo tratando canal ou cárie?”, questionou.

De acordo com o Código Penal, vender atestados é crime e a pena para quem fornece informações falsas pode chegar a três anos de prisão, além de pagamento de multa. O dentista ainda pode ter o registro profissional cassado pelo Conselho Regional de Odontologia.

A reportagem da EPTV questionou Oliveira com relação ao crime e, de início, ele negou tudo, mas longe das câmeras admitiu a prática. “Eu não vou mentir para você, algumas vezes eu vendi sim”, disse.

As imagens gravadas foram enviadas para a Polícia Civil, que, nos próximos dias, abrirá um inquérito para investigar o caso.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 209 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal