Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

04/03/2010 - O Tempo Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Polícia começa a ouvir suspeitos de comprar CNHs

Por: Tâmara Teixeira

Máfia das carteiras. Polícia investiga esquema de validação de habilitações norte-americanas falsificadas.

A partir de hoje, os delegados de João Monlevade, na região Central do Estado, e Ipatinga, no Vale do Aço, começam a ouvir 30 pessoas que podem estar envolvidas na fraude que permitiria que habilitações norte-americanas falsas fossem convertidas em carteiras nacionais de habilitação (CNHs) legais.

De acordo com o delegado da 4ª delegacia regional de João Monlevade, Edimar Paula da Silva, entre os convocados estão pessoas de João Monlevade, Ipatinga e de cidades do interior de São Paulo. Todas elas são suspeitas de serem compradores de carteiras falsas.

Na última semana, a Polícia Rodoviária Federal prendeu dois homens acusados de envolvimento no esquema. Hermelindo Dias Santos e Jurandir Barbosa foram autuados em flagrante por falsificação de documentos públicos e falsidade ideológica, em João Monlevade.

Com os presos, a polícia encontrou 16 registros nacionais de carteira de habilitação (Renachs), um passaporte, uma carteira de habilitação da Filadélfia, no Estado norte-americano da Pensilvânia, além de vários comprovantes de endereço que seriam de candidatos à compra das CNHs. O material apreendido será periciado.

Os Renachs são de uso interno e exclusivo do Departamento de Trânsito de Minas Gerais (Detran-MG) para o requerimento da habilitação, o que, para a polícia, pode apontar um possível envolvimento de servidores do órgão no crime.

O preso Hermelindo Santo é irmão da dona de uma autoescola de Ipatinga. Ela também será convocada a depor.

Uma fonte que prefere não se identificar revelou a O TEMPO que a irregularidade teria origem em Governador Valadares, no Vale do Rio Doce, onde as habilitações norte-americanas e o passaporte dos interessados seriam falsificados.

Depois, os documentos seriam levados ao Detran em Belo Horizonte, onde um funcionário do órgão que participaria do esquema validaria a conversão. A assessoria de imprensa da Polícia Civil disse desconhecer o suposto esquema.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 301 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal