Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

03/03/2010 - Correio de Uberlândia Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Preso suspeito de golpe do passeio ciclístico

Por: Gislene Tiago

Homem se passava por promotor de evento e obtinha dinheiro de patrocínio.

Após tentar obter patrocínio para um falso passeio ciclístico, um homem de 39 anos foi preso ontem (2), em Uberlândia. O desempregado Marcelo Rodrigues de Souza já teria efetuado o golpe em data anterior na mesma clínica de onde partiu a denúncia. O suspeito está na 16ª Delegacia Regional de Polícia Civil e deve responder a processo por estelionato. A Polícia ainda não informou se outras vítimas caíram no golpe e qual o montante foi arrecadado pelo suspeito.

De acordo com o Boletim de Ocorrências, a denúncia partiu de um médico que afirmou ter pagado R$ 40 à Marcelo de Souza, em data anterior, para ter o nome da clínica divulgado em camisetas que seriam utilizadas durante um passeio ciclístico. Como o evento não ocorreu, ao ser procurado novamente pelo homem acionou o Centro de Operações da Polícia Militar (Copom).

Para dar o golpe, o suspeito dizia ter o apoio de um clube particular da cidade e da Prefeitura de Uberlândia. Também apresentou uma nota fiscal, supostamente emitida pela empresa que estava responsável por silkar as camisetas que seriam utilizadas pelos participantes durante o suposto evento. Mas, a empresa não existe. E, em contato com a gerência do clube e com a Prefeitura de Uberlândia, o médico constatou que o evento era falso.

Por meio de nota oficial emitida pela Secretaria Municipal de Comunicação, a Prefeitura de Uberlândia informou que ninguém, servidor publico ou não, está autorizado e tampouco credenciado, a solicitar doações ou contribuições financeiras em nome de qualquer Secretaria, órgão ou agente político da administração municipal. Empresas parceiras, bem como Organizações Não Governamentais, entidades e outros colaboradores em eventos, convênios, ações promoções, cumprem todo o rigor das leis que envolvem parcerias visando à captação de recursos, sendo que isso se dá de forma legal com ampla documentação e fiscalização.

A nota alertou ainda que, ao ser abordado por qualquer pessoa que se apresente como agente público como o caso de agentes de Controle de Zoonozes, servidores do DMAE, fiscais e outros, exija a identificação e em caso de dúvida, contate imediatamente o Serviço de Informações Municipais (SIM) através do 3239-2800 ou a Polícia Militar (PM), no telefone 190.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 193 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal