Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

03/03/2010 - Século Diário Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Golpista foragido distribui calotes milionários em empresários de VV

Por: Nerter Samora


Médico, dono de uma bem sucedida rede de farmácias, coronel inativo da Polícia Militar. É assim que se apresentava Geonísio Braz de Souza, acusado de aplicar diversos golpes entre empresários de Vila Velha e foragido da Justiça desde o último dia 8 de fevereiro. O histórico de golpes de Geonísio impressiona, assim como os valores envolvidos nas fraudes – apenas uma vítima foi lesada em mais de R$ 1 milhão.

De acordo com os autos da Ação Penal Pública Comum – Criminal (035.10.077079-1), a última vítima de Geonísio, o empresário José Altafim, perdeu R$ 312 mil em dois empréstimos que não foram pagos por Geonísio.

Por conta de uma antiga relação familiar com Geonísio, o empresário emprestou R$ 150 mil, em novembro de 2008, após o pedido de ajuda para custear o lavramento da escritura de um terreno supostamente comprado pelo estelionatário, na Avenida Darly Santos.

A denúncia do Ministério Público Estadual (MPES) narra que, como garantia de pagamento, Geonísio entregou um cheque de R$ 156 mil com vencimento para o dia 7 de fevereiro do ano seguinte. A diferença seria a quantidade de juros acertada entre as partes.

No entanto, dias após o primeiro empréstimo, o estelionatário recorreu novamente ao empresário para tomar um novo crédito no mesmo valor, desta vez, pagos via transferência bancária de R$ 144 mil e o restante cedido em espécie. Novamente, Geonísio entregou um novo cheque com o mesmo valor e data de vencimento do primeiro.

Segundo o Ministério Público, após o vencimento dos cheques, José Altafim passou a cobrar o então amigo de família, mas Geonísio não foi mais localizado. Porém, a maior surpresa veio após o empresário depositar os cheques – ambos já haviam sido sustados pelo estelionatário e acabaram devolvidos pelo banco.

Na ação, a promotora Claudine Rodrigues Pimenta defende a prisão preventiva do denunciado “eis que lesou várias vítimas, estando solto, gozando do vasto patrimônio que muito provavelmente fora adquirido ilicitamente com o dinheiro das vítimas e com certeza fazendo novas, com a total certeza da impunidade como é peculiar e inerente aos grandes golpistas”.

No rol de vítimas do denunciado estão: Lourenço Costa, José Carlos Costa, Vera Lúcia Sarmento de Souza Costa e Clara Izabel Schifer. A última delas foi lesada em R$ 1.044.150,29, em doze empréstimos entre janeiro de 2003 e novembro de 2005. Tamanha confiança entre a vítima e Geonísio vinha da relação na Farmácia São Lucas, de propriedade do golpista.

A vítima revelou que comprava remédios controlados sem receita médica, enquanto, do outro lado, durante algumas idas ao banco para o repasse do dinheiro, ela acabava dopada pelo estelionatário.

Assim como os seus golpes, a lista de bens de Geonísio também é extensa. Nos autos é atribuída ao estelionatário a posse de duas farmácias em Vila Velha, uma na Rua Henrique Moscoso e outra na Avenida Champagnat – endereços nobres do município. Além de cinco apartamentos de luxo na cidade, dois apartamentos em Guarapari e uma chácara na Lagoa Mãe-Bá, em Meaípe, Guarapari.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 2024 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal