Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

30/03/2007 - Verdes Mares Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Cheques fraudados, roubados e sustados em ritmo de queda no Brasil


Pelo segundo mês consecutivo do ano, as fraudes com cheques no Brasil registraram queda. As informações fazem parte de pesquisa da Telecheque, empresa de concessão de crédito no varejo, que apontou um declínio de 22,22% em relação a janeiro e de 33,33% na comparação com o mesmo período do ano passado. O índice de fraudes em fevereiro deste ano ficou na casa de 0,14%, enquanto em janeiro foi de 0,18% e em fevereiro de 2006, de 0,21%.

"O mercado está mais atento e cauteloso aos golpes aplicados pelos estelionatários. É preciso que os lojistas busquem sempre se atualizar e treinar seus funcionários para não serem surpreendidos por novos tipos de fraudes, já que os responsáveis por este tipo de crime está sempre inovando" explica José Antônio Praxedes Neto, vice-presidente da Telecheque.

O volume de cheques roubados também apresentou uma significativa redução. Com índice de 0,10% em fevereiro, o estudo apurou uma queda de 9,09% em relação ao mês anterior (0,11%). Na comparação com fevereiro do ano passado, período em que o índice ficou na marca de 0,13%, o declínio chegou a 23,08%.

Outra modalidade que apresentou baixa foi a de cheques sustados. Enquanto no mês de janeiro o índice foi de 0,43%, fevereiro registrou indicador de 0,40%, gerando uma diminuição de 6,98% na comparação mensal. Em relação ao mesmo período de 2006, a queda foi de 11,11%, já que o indicador de cheques sustados no período ficou em 0,45%.

"Ainda não podemos confirmar esta tendência de queda dos cheques sustados, visto que temos apurado alguns desvios praticados por algumas agências, o que acreditamos que ocorram por erros operacionais. O que tem acontecido é que algumas instituições tem devolvido um percentual significativo de cheques pela alínea 35, correspondente a classificação do cheque fraudado pelo Banco Central e, em nossas verificações, os reais motivos são a sustação destas transações pelos correntistas", conclui Praxedes.

* Critérios da pesquisa: Com abrangência nacional, a Telecheque avalia a inadimplência com cheques, bem como outros indicadores relacionados a esse meio de pagamento, considerando o valor em reais das transações com cheques e não a quantidade de folhas de cheques emitidas.

Sobre a Telecheque:

Há 23 anos no mercado, a Telecheque, empresa especializada na concessão de crédito no varejo e líder no mercado de verificação e garantia de cheques do país, vem aperfeiçoando seus serviços para que seus clientes possam expandir suas vendas e a oferta de crédito a seus consumidores, com total segurança. O banco de dados da empresa é alimentado por informações fornecidas pelo Banco Central, por mais de 100 instituições financeiras, pelos usuários do sistema, pela base de dados da Telecheque e por parceiros, reunindo cerca de 309,5 milhões de informações de mais de 50 milhões de emitentes, atualizadas permanentemente. Atualmente, mais de 12 mil usuários utilizam os seus sistemas em mais de mil municípios do Brasil. A empresa é associada à Abracheque (Associação Brasileira de Serviços de Informação, Verificação e Garantia de Cheques).

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 410 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal