Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

28/02/2010 - Diário do Pará Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Golpista atrai vítimas por anúncios de jornal


Ao lerem um anúncio no jornal no qual eram oferecidos serviços de técnico em refrigeração e contactarem o homem que o executava o trabalho, alguns cidadãos de Belém embarcaram em uma grande furada.

O referido homem deslocava-se até as respectivas residências dos clientes e avaliava as condições do aparelho de ar condicionado que apresentava problemas. Em seguida, comunicava ao cliente que seria necessário levar o aparelho, a fim de realizar reparos e depois devolvê-lo. No entanto, o homem, que fornecia apenas alguns contatos telefônicos e identificava-se como Inácio, não retornava com o aparelho e deixava o cliente no prejuízo.

Algumas vítimas tentavam entrar em contato com ele através dos números fornecidos, mas quase nunca obtinham sucesso. Às vezes, os clientes eram atendidos por uma mulher que se apresentava como esposa de Inácio, porém, eram comunicados de que ele não se encontrava e, em ligações posteriores, sequer eram atendidos.

O golpista oferecia o material roubado a terceiros, dos quais chegava a receber adiantamento pelo acordo de venda. Contudo, o acordo não era cumprido por ele e mais uma vítima havia caído em seu golpe. Com isso, a Delegacia do Consumidor, localizada na Divisão de Investigações e Operações Especiais da Polícia Civil (Dioe), recebeu três denúncias sobre o golpe.

Durante as investigações, o golpista foi identificado como Nassry da Costa Melém, de 40 anos. Segundo a delegada Josiângela Santos, da Delegacia do Consumidor, há na Justiça 10 processos contra ele, todos por golpes com a mesma característica. Com base nas apurações, a prisão preventiva dele foi solicitada.

Na manhã de ontem, Nassry foi preso em sua residência, na rua Coronel Luis Bentes, bairro do Telégrafo, em Belém. Ele irá responder por estelionato e apropriação indébita somente em relação a uma denúncia recebida pela Delegacia do Consumidor. As investigações sobre as outras duas ainda prosseguem.

A pena prevista para o crime de estelionato varia de um a quatro anos de reclusão.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 241 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal