Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

26/02/2010 - Diário do Nordeste Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

DDF investiga golpe no setor de empréstimos

Várias vítimas do crime procuraram a Polícia para informar que parcelas de empréstimos estão sendo desviadas.

A Delegacia de Defraudações e Falsificações (DDF) vai instaurar inquérito para investigar um golpe denunciado por seis funcionários de uma empresa prestadora de serviços para o Estado. Os seis - que trabalham na área de serviços gerais - procuraram a Polícia Civil para denunciar que fizeram empréstimos junto a uma financeira e os valores estão sendo descontados de seus salários mas não estão sendo repassados à financeira.

Vítimas

"Pelo menos duas das vítimas já estão com o nome no Serviço de Proteção ao Crédito (SPC) por causa disso", contou o delegado Jaime Paula Pessoa, titular da DDF, que preside as investigações sobre o fato.

As vítimas começaram a prestar queixa no último dia 24. No caso de C.A.M.C., 43 (identidade preservada), o empréstimo foi feito em parcelas de R$118,00. "Todo mês o valor está sendo descontado do meu salário, mas não está sendo repassado para a financeira. Existem nove parcelas em aberto", denunciou o operário durante o registro da ocorrência no cartório da Delegacia de Defraudações e Falsificações, na manhã do último dia 24.

A.C.R.C., 38, pegou R$1.500,00 emprestados para pagar em 36 parcelas de R$77,40. "A mesma coisa do meu colega está acontecendo comigo. O valor é descontado mas não é repassado pela empresa para a qual eu trabalho para a financeira. Meu nome já está no SPC", disse.

F.C.S.S., 33, que está pagando prestações de R$77,00, tem oito parcelas em aberto. "Paguei todas elas, porque o dinheiro saiu da minha conta. Mas não chegou à financeira", denunciou. J.B.D.S., 48, foi outra vítima. Fez dois empréstimos para pagar em prestações de R$61,00 e R$64,27. "Meu nome já foi parar no SPC", lamentou o empregado.

Intimar

Com os seis Boletins de Ocorrência que chegaram às suas mãos, o delegado Jaime irá instaurar o procedimento. Ele, no entanto, já avisou: "Uma das primeiras providências será chamar o proprietário da empresa prestadora de serviços para esclarecer o que está havendo", adiantou.

Queixas

6 pessoas foram ouvidas pela Polícia acerca do fato. Disseram que parcelas do empréstimo foram descontadas de seus salários, mas o dinheiro não foi transferido para a financeira

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 224 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal