Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

25/02/2010 - Jornal de Itupeva Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Drogaria fechada por venda de remédio falsificado

Por: Ivan Marcos Machado


A Polícia Federal, Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), Conselho Regional de Farmácia (CRF-SP) e Vigilância Sanitária da Prefeitura de Jundiaí fecharam, na manhã de ontem, a Drogaria Segre, localizada na avenida Antônio Segre, bairro Ponte de Campinas.

No local eram comercializados medicamentos falsificados, contrabandeados e de manipulação (exclusivos de estabelecimentos do gênero). Os agentes da Polícia Federal prenderam o proprietário, Marcelo Mendes.

A gerente da Vigilãncia Sanitária em Jundiaí, Amariliz Bassan Bertonha, informou que o trabalho em conjunto ocorreu com base em investigações do Departamento de Inteligência da PF e da Anvisa.

“Cada órgão atuou com a sua competência. A Polícia Federal agiu na parte criminal e nós participamos com os autos de infração para o estabelecimento e a interdição”, explicou Amariliz.

Agora, na esfera administrativa, o responsável deverá apresentar defesa, para aguardar os valores da autuação. Enquanto isso, o estabelecimento ficará lacrado.

Falsificações

Na “Operação Fênix” os policiais encontraram na Drogaria Segre, remédios falsificados e contrabandeados, que não poderiam chegar às mãos dos consumidores. A Operação foi desencadeada no último dia 18, quando passou a vigorar a Resolução 44 da Anvisa, que proíbe a comercialização de medicamentos fora do balcão.

A farmacêutica da Vigilância Sanitária de Jundiaí, Patrícia Turqueto Azzoni, disse que havia medicamentos para disfunção sexual falsificados, como Viagra e Cialis; e contrabandeado, como o Pramil.

Também foram localizados medicamentos de uso controlado, sem “escrituração, o que é considerado como uma droga”, disse a farmacêutica.

Esses remédios precisam ter registros desde a fabricação na indústria, a entrega para a distribuidora e a chegada na farmácia, com retenção da receita. O uso de remédios do gênero são perigosos para a saúde dos clientes, informou Patrícia.

Outra irregularidade descoberta na farmácia foi a venda de produtos de manipulação. A representante da Vigilância, Virginia Swain Muller, disse que só as farmácias especializadas podem comercializar esses medicamentos, seguindo as fórmulas. “As drogarias não podem vender remédios manipulados”, disse.

Clientes ficaram assustados

Vários clientes da Farmácia Segre ficaram surpresos, quando encontraram o estabelecimento com as portas fechadas, ontem. Um funcionário de uma empresa da região disse que “todos os remédios para a minha família eu compro aqui. Vai ver que é por isso que a gente sempre está doente...”

Já o trabalhador de uma indústria têxtil tentou obter informações com os vizinhos sobre o fechamento. Valdery Mendes Felix disse que “foi uma surpresa”; e ficou com dúvidas sobre os efeitos dos demais remédios comercializados no estabelecimento.

A gerente da Vigilância Sanitária, Amariliz Bassan Bertonha, informou que os clientes que se sentirem prejudicados podem até entrar com processo na Justiça contra o estabelecimento.

A Vigilância esclareceu que a farmácia não poderá reabrir as portas, até que apresente defesa de todas as irregularidades encontradas.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 668 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal