Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

26/02/2010 - Tribuna do Norte Online Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Quadrilha aplicava golpe


Um estudante universitário do curso de Direito, e três outros homens atrás das grades. Vários documentos falsos e fichas de cadastro de financeiras utilizados para fraudar o INSS, por meio de empréstimos concedidos a aposentados. A quadrilha foi detida, no início da tarde de ontem, no momento, em que tentava sacar R$ 4 mil do Banco do Brasil de São Gonçalo do Amarante, em nome de Ademar Belo da Silva que, segundo a polícia, sequer sabe que é mais uma vítima de tantas que são lesadas por quadrilhas que agem na região.

O agricultor Francisco de Assis Porfino da Silva, 64, de posse de uma identidade falsa tentava se passar por Ademar. O conferente Adeilson Marques de Souza, 31, que usava identidade em nome de Alcides Pinheiro Rodrigues estava ao lado de Francisco para dar apoio ao idoso.

Waldenes Oliveira dos Santos, matriculado no dia 23 de fevereiro, no segundo período do curso de Direito e o agricultor Reginaldo da Silva, 27 aguardavam de longe a retirada do dinheiro. Quando os policiais, João Costa e Egnon Maia se aproximaram, todos tentaram fugir em um veículo Gol de cor cinza e placas MZB 3944. Houve perseguição. Reginaldo pulou do carro e ainda tentou escapar pulando o muro de uma residência, mas um cachorro feroz evitou que o acusado fugisse.

Conduzidos para a Delegacia, onde foi lavrado o flagrante, os acusados vão responder por formação de quadrilha, uso de documento falso, tentativa de estelionato e fraude ao INSS. Adeilson contou aos policiais que já havia ido até à agência bancária com Francisco na semana anterior para retirar o dinheiro, mas não haviam conseguido. “Hoje (ontem) tentamos novamente. Não deu certo”. Questionado sobre quem era o líder da quadrilha, o preso disse: “É alguém muito mais forte que a gente”.

Francisco contou que foi “convocado” para ir até o banco retirar o dinheiro. “Eu não sei mais de nada”. O preso contou que estava abrindo um escritório em São Gonçalo do Amarante, mas que ainda não havia um local definido. O comercial da empresa de Wladenes chamava a atenção. O cartaz dizia o seguinte: “A Mundial Cred, com mais de sete anos no mercado financeiro oferece solução de forma rápida e segura para aposentados, pensionistas do INSS. Financiamos sua casa própria”.

João Costa explicou que há alguns meses a polícia foi informada que homens em um Gol cinza ofereciam empréstimos para aposentados em comunidades rurais de São Gonçalo do Amarante.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 295 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal