Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

13/02/2010 - Água Boa News Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Polícia Civil prende presidente de associação por aplicar ‘golpe da terra fácil’ em Primavera

Por: Luciene Oliveira


Com a promessa de assentar trabalhadores rurais em terras, regularizadas pelo Instituto Nacional de Colonização Agrária (Incra) e pelo Instituto de Terras de Mato Grosso (Intermat), cerca de 300 famílias foram enganadas, no município de Primavera do Leste (231 km ao Sul), no “golpe da terra fácil”. O articulador do esquema, Dagoberto Antônio José Arantes, 57, foi preso neste sábado, pela Polícia Judiciária Civil.

O acusado é presidente da Associação Mato-Grossense dos Trabalhadores Rurais, com sede em Cuiabá. Ele foi preso no escritório da Associação em Primavera, onde ministrava aulas de um curso de “economia solidária”, aos associados. Esta é a segunda vez que Dagoberto é preso por aplicar o mesmo golpe em famílias que pleiteiam áreas de assentamentos rurais no Estado de Mato Grosso. No ano de 2006, foi preso por policiais do Centro Integrado de Segurança e Cidadania (CISC-Sul), do Coxipó, em Cuiabá, após iludir 425 famílias em lotes de 25 hectares na região do rio Aricá. Algumas pessoas chegaram a pagar a até R$ 500 para início da documentação...

Em Primavera do Leste, as investigações iniciaram há 4 meses, pelo delegado Rafael Fossari, da Delegacia de Roubos e Furtos, após uma das vítimas desconfiar das facilidades oferecidas pelo golpista e formalizar denúncia na polícia. A associação comandada por Dagoberto tem mais de 300 filiados que caíram no golpe. As famílias para se associarem pagavam uma taxa de R$ 60,00, mais mensalidade de R$ 11,25 e ainda tinham que desembolsar R$ 80,00, por um curso, da qual o suspeito dizia ser obrigatório para a obtenção dos lotes de terras.

Na região, 50 famílias chegaram a ser colocadas de forma irregular em uma área devoluta, na MT-130, a 80 quilômetros de Primavera do Leste, denominada “Fazenda do Major”. Na área não há projeto de reforma agrária e os trabalhadores foram para a terra acreditando que obteriam a escritura da terra. “São pessoas humildes que teoricamente acreditavam que estavam em terra regularizada”, disse o delegado Rafael. “O Incra e o Intermat desconhecem qualquer tipo de assentamento nessa região”, completou.

Conforme o delegado, na cidade, Dagoberto se apresentada para algumas pessoas como sendo policial aposentado e para outras se passava por servidor do Incra, também aposentado. “E não é nada disso”, frisou.

Outro ponto levantado na investigação foi quanto ao endereço da sede da associação em Cuiabá. No local indicado no estatuto da entidade existe apenas um terreno baldio. O escritório da Associação Mato-Grossense dos Trabalhadores Rurais é o mesmo onde funcionava a antiga Associação de Trabalhadores Rurais “São Pedro”, que teria mudado de nome após várias famílias serem enganadas na Capital. Um mandado de busca e apreensão foi cumprido no local e apreendido documentações.

Para a polícia pode haver mais vítimas no Estado. O preso vai responder por crimes de estelionato.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 197 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal