Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

11/02/2010 - Mídia News Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

MPE denuncia bando que aplicou golpe no comércio

Sete pessoas foram denunciadas; prejuízo para 57 vítimas passa de R$ 1 milhão.

O Ministério Público do Estado de Mato Grosso, por meio da 1ª Promotoria de Justiça Criminal de Cáceres (220 km a Oeste de Cuiabá), protocolou nesta quinta-feira (11) denúncia contra os envolvidos no "Golpe do Rodeio", ocorrido no final do ano passado.

Sete pessoas foram denunciadas sob a acusação de terem causado prejuízos de aproximadamente R$ 1 milhão a 57 vítimas. Os golpes foram aplicados por meio de pagamentos a fornecedores e comerciantes locais com a utilização de cheques sem fundos e notas promissórias frias.

Foram denunciados: Valter Alves de Mattos, Maicon Cristiano de Mattos, Renato de Mattos, Vanderlei Alves de Mattos, Lilian Pelegrini, André Luiz de Souza Anastácio e Marcelo de Oliveira Pinheiro. Os sete estão com prisão preventiva decretada, mas, até o momento, somente os três primeiros foram presos. O grupo vai responder por formação de quadrilha e estelionato.

"Tendo em vista que os acusados foram denunciados pela prática de crimes em continuidade delitiva e, levando em conta o número de vítimas, o montante do prejuízo causado ao comércio local e demais circunstâncias, o Ministério Público prevê e pleiteará uma pena superior a 15 anos de reclusão para cada acusado", informou o promotor de Justiça Samuel Frungillo.

Consta na denúncia, que os acusados adquiriram dois supermercados em Cáceres, Rodeio I e II, e efetuaram compras de mercadorias, bens e vestuários com cheques sem fundos e notas promissórias frias. No final do ano, o grupo fugiu da cidade com boa parte da mercadoria adquirida.

Além dos golpes aplicados nos fornecedores e comerciantes, os denunciados deixaram de quitar dívidas trabalhistas dos funcionários que trabalhavam nos referidos estabelecimentos comerciais.

"Extrai-se dos autos que a intenção da quadrilha era clara, tanto que aproximadamente um mês antes dos denunciados evadirem-se da cidade, duas carretas realizavam serviço de retirada de mercadorias do interior dos estabelecimentos comerciais durante o período noturno e nos finais de semana", destacou o promotor de Justiça, em um trecho da denúncia.

No referido documento foram apresentados 56 fatos relacionados às fraudes cometidas pelos denunciados. Segundo o MP, foram constatados prejuízos com a aquisições de gêneros alimentícios, bebidas, produtos de limpeza, cartões de recarga de celulares, sistema de monitoramento de segurança, veículos, fardos de açúcar, entre outros produtos. A denúncia é composta por 50 páginas.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 237 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal