Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

11/02/2010 - Alagoas 24 horas Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Operação Muleta: sergipanos prestam depoimento sobre fraude no DPVAT

Por: Danielle Silva e Priscylla Régia


O Tribunal de Justiça de Alagoas (TJ) ouviu nesta quinta-feira, 11, duas testemunhas sobre o esquema fraudulento do Seguro Obrigatório de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores (DPVAT), descoberto pela Polícia Civil e cujos acusados foram presos durante a Operação Muleta, no dia 27 de janeiro passado.

Maria Eulina de Souza e José Paulo dos Santos, ambos residentes em Sergipe, tiveram seus nomes usados para receber indenizações decorrentes de acidentes, através do DPVAT. Nesta tarde, o secretário-adjunto da Defesa Social, Washington Luiz, apresentou as testemunhas à imprensa para provar o envolvimento dos acusados no esquema.

A aposentada Maria Eulina contou que um homem a procurou em sua residência para saber se lhe interessava ser inclusa em um seguro de acidentes. A aposentada justifica que não aceitou porque perdeu uma das pernas devido ao Diabetes, e não em acidente automobilístico. Ela disse que é analfabeta e, portanto, não poderia ter assinado nenhum documento.

A situação de José Paulo é tão delicada quanto. Ele afirma que nunca foi procurado por ninguém e também nunca sofreu acidentes, no entanto seu nome consta em um processo no juizado de Arapiraca. O pintor disse temer que seu nome fiquei ‘sujo’. “Estou preocupado porque não sei o que vai acontecer com meu nome depois disso”, frisa.

O secretário-adjunto afirma que 10 pessoas já foram ouvidas no processo e outras pessoas serão arroladas para depor, ainda sem data marcada. Washington Luiz lembra que o esquema teve a participação de pelo menos oito advogados, além de corretores e serventuários da Justiça.

Questionado sobre a decisão da Justiça de mandar soltar todos os envolvidos do esquema. O secretário-adjunto foi enfático: “o papel da Polícia foi feito”.

Estão sendo acusados os advogados Kelmonny Michael dos Santos Freire, Rogério Cavalcante Lima, Francisco Crispi, Cristiano Gama de Melo, José Valmor Tiaro de Souza Silva e Carlos André Marques dos Anjos, a serventuária da Justiça Valkíria Malta Gaia Ferreira e os corretores de seguros de Sergipe Manoel Jailton Feitosa e Jânio Gomes da Silva, além da secretária de Crispim.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 280 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal