Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS



Promoção BLACK WEEK. Até o dia 02/12 valor promocional para o Treinamento sobre Fraudes Crédito e Comércio ! CLIQUE AQUI.


Acompanhe nosso Twitter

10/02/2010 - Diário da Amazônia Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Fraudes aumentam preço da tarifa

Por: Claudinete Miranda


A Ceron apresentou ontem o balanço do número de perdas referentes às fraudes contra a empresa em 2009, com o registro de 31,6% de perdas em todo o Estado, sendo que a região de Porto Velho responde por 47,7% deste total, 27,6% corresponde à região Central e 16,2% à região Sul de Rondônia. A maior perda comerciais, que são caracterizadas como as perdas não técnicas, somando 21,6%.

O menor número ficou registrado em 10% para o transporte de energia pelas redes de distribuição, que são as perdas técnicas. Durante o ano, 21 clientes foram indiciados por fraudes e 130 inquéritos policiais da mesma natureza estão em andamento. De acordo com o presidente da Ceron, Inácio Azevedo, o objetivo não é fazer ações contra o consumidor, mas sim conscientizar sobre o risco da prática. “Queremos conscientizar a população que todos perdemos com a fraude”, enfatizou Azevedo.

Quando calculado em potência, somente nas perdas comerciais, a Ceron registrou 616,6 Gigawatt por hora em fraude, essa quantidade de energia daria para abastecer uma cidade do porte de Ariquemes. As perdas em gigawatt geram mais de R$ 82 milhões em energia comprada e cerca de R$ 196 milhões teria sido arrecadado se a energia tivesse sido vendida para o consumidor final.

Essa perda afeta a arrecadação do Estado, que deixou de recolher, somente em ICMS, a quantia de R$ 33 milhões. Inácio afirma que esse é um dos motivos de a energia se tornar cara para o bolso do cliente. Os consumidores comerciais que fraudam energia são geralmente indústrias, frigoríficos, fábricas de gelo e açougues, e as residencias. As irregularidades mais detectadas pela Ceron foram as fraudes no medidor de energia, desvio de energia de ramais e ligações clandestinas.

Para a fiscalização das fraudes será investido, durante o ano de 2010, em 80 novas equipes que irão atuar para que a situação dos clientes seja regularizada e para o suporte foram comprados 22 novos veículos. Para esse ano, a Ceron pretende ainda aumentar o número de inspeções de monitoramento da leitura remota e finalizar 2011 com um terço da energia que atualmente é perdida.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 197 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal