Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

09/02/2010 - Diário de Cuiabá Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Justiça prorroga prisão de 40 envolvidos em fraudes


A Justiça Federal em Mato Grosso decretou a prorrogação da prisão de 40 pessoas detidas pela Polícia Federal durante a Operação Bismarck. Realizada semana passada em oito estados, a ação desarticulou uma quadrilha acusada de fraudes e falsificações para realizar saques de seguro-desemprego e parcelas do PIS. O prejuízo causado pelo esquema criminoso seria de ao menos R$ 15 milhões, segundo as investigações.

Durante a operação foram presas 32 pessoas no país, metade do bando estava em Cuiabá (14), Cáceres (1) e Rondonópolis (1). Para estender as prisões, o juiz da 5ª Vara Federal, José Pires da Cunha, justificou que ficaram demonstrados os indícios de participação dos presos nos delitos denunciados, bem como a hierarquia e a divisão de tarefas que caracterizam as organizações criminosas.

Os estelionatários eram divididos em sete grupos, que contavam com a ajuda fundamental de três ex-servidores temporários do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) em Cuiabá, e de dois funcionários da Caixa Econômica Federal de outros estados, um concursado e outro contratado.

Na decisão judicial o magistrado apontou que ainda não foram encontrados todos os acusados de integrar a quadrilha - de 50 mandados de prisão emitidos, 40 foram cumpridos, sendo oito relativos a pessoas que já estavam presas. “Estando os representados em liberdade, poderão forjar provas, em especial documentos, além do risco de desaparecimento de outros documentos públicos”, frisou.

Outra razão para a manutenção da prisão preventiva, que acabaria no domingo, é a necessidade de realizar uma acareação entre os presos para esclarecer pontos no inquérito policial ainda em andamento e a coleta de material gráfico dos supostos integrantes da quadrilha para esclarecer quem assinava os recibos de saque.

Foram presos em Mato Grosso Willer Moraes, Lúbia de Souza Fraga, Luis Eduardo da Rosa, Franceline de Arruda Ferraz, Daniela Lavoyer Zonatto, Franklin Santos de Arruda Ferraz, Anselmo Ribeiro, Welbert da Silva, Edinete Marques da Silva, Leila Márcia da Silva, Luiz Augusti Santi, Luiz Alberto Santi, Carlos Alessandre Alves, Márcio Silva, Gabriela Benigno e Goldalberto Santi Júnior. (KR)

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 311 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal