Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

09/02/2010 - rondoniaovivo.com Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Descoberto esquema de desvio de dinheiro na prefeitura de Ji-Paraná através da folha de pagamento de servidores


Na tarde desta terça-feira, 9, o juiz Valdeci Ramos (foto) confirmou ao jornalista Alessandro Lubiana, que expediu dois mandados de prisão preventiva. Um deles contra a servidora Thais Santos D´Avila e o segundo contra um homem que está foragido. Juiz disse que o fato está sob investigação na Polícia Civil de Ji-Paraná e o motivo da prisão se deu porque houve uma denuncia de que a servidora participava de um esquema que desvia através de uma folha paralela dinheiro público.

A fraude foi detectada e chegou na justiça através de uma procuradora do município e depois confirmada pelo secretário de Saúde José Batista que comandava a pasta de administração desde o inicio de 2005 até o ano passado. Ao ouvir o relato dos dois o juiz decretou as duas prisões preventiva.

No momento da prisão, a servidora passou mal e foi internada sob escolta policial em hospital particular da cidade. Fontes dão contas de que a acusada receberá alta no final desta terça-feira e será encaminhada ao presídio.

A prisão foi decretada pelo Juiz Valdeci Ramos, em seu plantão. Porém, o caso foi distribuído para a 2ª vara criminal sob o comando do juiz Edvaldo Fantini, que está de férias. O juiz Valdeci Ramos disse ainda na tarde desta terça-feira que não decretou segredo de justiça no caso como estava sendo divulgado.

O esquema

De acordo com informações levantadas pela reportagem a servidora que é funcionária de carreira do município exercia cargo de confiança no setor de folha de pagamento. Há informações extra-oficiais de que era possível gerar dois pagamentos de um mesmo servidor. Uma oficial e outra paralela. O dinheiro desviado era depositado em uma única conta do Banco do Brasil em Jaru. A Policia investiga a possibilidade de a fraude estar sendo praticada desde 2007 e os envolvidos podem ter desviado perto de 2 milhões de reais dos cofres do município de Ji-Paraná

O prefeito Bianco estava em Porto Velho e vai divulgar uma nota oficial hoje ou amanhã quarta-feira a imprensa dando a versão oficial da prefeitura. O procurador do município, Armando Reigota está acompanhado as investigações na delegacia de polícia.

Ninguém da prefeitura quis se pronunciar antes da nota oficial. A reportagem falou por telefone com o delegado Regional Alexandre Árabe que está de férias, ao tentar falar com a delegada Renata Stela que está seu lugar não foi possível porque a mesma não atendeu a ligação da reportagem.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 222 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal