Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

07/02/2010 - Diário do Pará Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Dj aplica golpe e passa o níver dentro da cadeia


O técnico em informática e DJ Thiago Ferreira dos Santos, 29 anos, completados neste sábado (06), recebeu de presente a prisão por estelionato, falsificação de documentos e uso de documentos falsos. O golpista já vitimou cinco empresas de informática, sendo três em Santo Antônio de Tauá e duas em Belém. Dono de uma empresa de venda de produtos de informática em Santo Antônio de Tauá, “Thiago fazia se passar por um agente comercial, fazia o pedido para os fornecedores usando documentos de outras empresas e se antecipava nas transportadoras, recebendo o produto. E através de anúncios de classificados em jornais revendia os produtos comprados através do golpe”, explicou o diretor da Delegacia de Repressão ao Crime Organizado (DRCO), delegado João Bosco.

Mesmo muito conhecido pelos golpes praticados em Santo de Antônio de Tauá, o bandido escondeu o rosto, para não ser revelado. “Vou falar com diretor da empresa de comunicação se minha imagem sair. Sou amigo de juiz federal, de delegado, promotor”, disparava contra a imprensa. Thiago dos Santos se apresenta como técnico em informática e DJ em Santo de Tauá e Mosqueiro, onde é dono da aparelhagem “Primavera”.

A delegada de Repressão ao Crime Tecnológico (DRCT), Beatriz Machado informou que o estelionatário estava sendo investigado pelos agentes policiais, desde outubro do ano passado, quando foi denunciado por uma das vítimas. A operação “Vampiro” estava colhendo pistas contra o criminoso e chegou a seu final, quando os investigadores Leonardo e Alberto, sob o comando da delegada Beatriz Machado, encontraram o estelionatário na casa de um amigo, em Mosqueiro.

Primeiro ele abriu uma empresa de informática, em 2008. Como teve problemas financeiros, usou o nome de um vizinho de Santo Antônio de Tauá, onde morava para conseguir dinheiro através dele, realizando compras pela internet, repassando as dívidas para o vizinho que só descobriu o golpe quando os títulos dos débitos foram protestados. Para se defender, o vizinho de prenome Emerson, prestou ocorrência na Delegacia de Santo Antônio do Tauá. De lá, o caso foi transferido para DRCT, em Belém”, relata.

A gerente Raquel Ribeiro, do “Input”, uma empresa de informática localizada em Belém, também foi outra vítima que caiu no golpe do estelionatário. Somente depois de receber a cobrança dos fornecedores, em outubro do ano passado, a empresa denunciou o caso à polícia. “Ele fez amizade com a dona da empresa de prenome Ana. Ele disse que estava no ramo da informática. Ana, de boa-fé, acreditou nele”.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 245 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal