Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

05/02/2010 - Folha de São Paulo Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

PF prende 40 em operação contra fraude no seguro-desemprego


A Polícia Federal prendeu 40 pessoas por esquema de fraude no seguro-desemprego. O último balanço foi divulgado pela PF na tarde desta sexta-feira. A operação, batizada de Bismarck, foi deflagrada na manhã de hoje no Mato Grosso e em mais oito estados do país, incluindo São Paulo. A PF estima prejuízos em R$ 1,5 milhão e cumpre 50 mandados de prisão.

Do total de detenções, 32 ocorreram hoje e outras oito já tinha sido realizadas durante as investigações do esquema. Em São Paulo, quatro pessoas foram presas hoje.

Segundo a PF, os acusados obtiam informações sobre parcelas do seguro desemprego com funcionários da Caixa Econômica Federal e do Ministério do Trabalho, que estavam envolvidos no esquema.

Com os dados em mãos, os criminosos falsificavam documentos das pessoas que tinham direito ao benefício e o sacavam. Quando o verdadeiro titular do direito ia realizar o saque, descobria a fraude, e o próprio Ministério do Trabalho pagava novamente o benefício.

A ação acontece nos Estados de Mato Grosso, Minas Gerais, Rondônia, Goiás, Pernambuco, Rio Grande do Norte, São Paulo, Ceará, Paraíba e conta com o apoio logístico de Superintendências da Polícia Federal de vários Estados.

Detalhes

As investigações iniciaram em 2008, por meio do próprio Ministério do Trabalho e Emprego, de onde surgiram várias denúncias da fraude, que contava com o apoio do empregados temporários da Caixa e do MTE.

A polícia informou que cada suspeito conseguia de R$ 15 mil a R$ 20 mil por mês com os saques indevidos.

O objetivo é cumprir 78 mandados judiciais expedidos pelo juízo da 5ª Vara Federal em Cuiabá, requeridos pela Polícia Federal, sendo 50 mandados de prisão temporária e 28 mandados de busca e apreensão. Dos indiciados, três são ex-funcionários do Ministério do Trabalho e Emprego e dois são ex-funcionários da Caixa Econômica Federal.

Os acusados tiveram quebra de sigilo bancário e as contas bloqueadas. Eles serão acusados, principalmente, de estelionato, falsidade ideológica e falsificação de documentos públicos.

Segundo a PF, o nome da operação faz referência ao estadista alemão Otton Von Bismark, criador de vários benefícios trabalhistas na Alemanha do século XIX.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 178 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal