Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

05/02/2010 - Primeira Edição Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Ex-despachante do Detran é preso acusado de vender CNH's falsas

Por: Lídia Lemos


O ex- despachante do Detran/AL Alexandre David Farias da Rocha, 28 anos, foi preso na tarde desta sexta-feira (05) sob acusação de comercializar carteiras de habilitação falsas. O acusado, que negou o crime, usava fardas da Polícia Militar de Alagoas.

A prisão, que aconteceu nas proximidades do 'Já' no Centro, foi efetuado por miitares do 1º Batalhão graças à denúncias de dois vítimas do falsário. Carlos André de Araújo, 28, e José André Teles da Silva Araújo, 33 anos, ambos cobradores de ônibus caíram no esquema de Alexandre e o entregaram à polícia.

De acordo com informações do sargento Cardoso, que comandou as prisões, mais três vítimas do acusado, José Roberto Santiago, 37, que trabalha como pedreiro, Severino Francisco da Silva, cobrador, e Edilene Maria dos Santos, 32, também cobradora, já prestaram queixa e o reconheceram na Central de Polícia, para onde ele foi levado e permanece detido.

O acusado deve responder na Justiça pelos crimes de estelionato e falsidade ideológica, além de porte ilegal de armas, já que um revólver calibre 38 foi encontrado com o falsário.

Esquema

De acordo com informações das vítimas - passadas à polícia - Alexandre agia sempre vestido de PM e se apresentava como soldado, afirmando que um primo dele era funcionário do Detran e que poderia facilitar a emissão da Carteira de Habilitação, na maioria das vezes carteiras que seriam renovadas. O falsário cobrava de R$ 270 a 280 por cada documento.

O sargento afirmou ainda que com Alexandre foram encontradas três identidades, sendo duas com a mesma numeração, além de onze carteiras de habilitações e dez documentos de veículos. Em dinheiro a polícia apreendeu R$ 1100 em espécie e mais R$ 31,60 na mochila do acusado, além de quatro aparelhos celulares, uma calculadora e um carimbo do Detran.

A perícia deve investigar a origem do papel utilizado na impressão das habilitações, que a princípio seria o mesmo usado na impressão de documentos originais da entidade.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 263 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal