Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

05/02/2010 - A Tribuna Mato Grosso Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Falsários estão usando o nome da PF

Por: Ailton Lima


Uma série de e-mails tem sido distribuída por estelionatários na intenção de instalar vírus e invadir os computadores dos internautas brasileiros utilizando a falsa informação de que a Polícia Federal estaria intimando ou convocando o proprietário da conta.
Conforme a PF, nesse tipo de e-mail, também é solicitado que o usuário abra um anexo para ver detalhes do suposto processo ou intimação. Nesse momento é instalado o arquivo que contém o vírus e vai executar a captura das informações do computador do usuário, ou mesmo danificá-lo.

ESCLARECIMENTOS

Conforme orientações da PF, nunca é demais reafirmar que nem a Polícia, nem a Justiça brasileira se utilizam de intimações ou convocações por via digital. Na Polícia Federal as intimações são realizadas por correspondência ou pessoalmente por um policial, deixando número de inquérito e o telefone da Delegacia de Polícia Federal para maiores detalhes. A Justiça utiliza os serviços do Oficiais de Justiça.
Ainda assim em Rondonópolis segundo a PF, nas últimas semanas várias pessoas compareceram à Delegacia da Polícia Federal procurando saber detalhes de investigações inexistentes após receber tais e-mails.
Segundo informações, a fraude usando o nome da Polícia é apenas uma entre muitas, por isso os especialistas da área recomendam cautela para abrir mensagens de desconhecidos, e mesmo de conhecidos, já que muitas vezes, os golpistas podem utilizar o endereço de e-mail de outras vítimas para repassar os e-mails, utilizando mensagens chamativas como: “essa é aquela foto nossa juntos” ou “aquele texto que te prometi”, ludibriando assim outras vítimas.
Conforme a federal, o golpe pode ser aplicado a partir de qualquer lugar do país, utilizando as ferramentas próprias da Internet. Ainda não existe legislação penal própria à Internet, mas se descobertos, os criminosos podem ser condenados por estelionato e fraude bancária. A orientação que se dá no caso de recebimento de um desses arquivos é: - “Não abra seus anexos”.
No entanto, caso tenha aberto um desses arquivos, buscar um antivírus atualizado na Internet e fazer uma busca no computador. Outra recomendação é trocar senhas de e-mails e atendimento bancário on-line que tenham sido usados no computador após a abertura desse tipo de arquivo. Registrar Boletim de Ocorrência no caso da fraude ter sido realizada e de valores terem sido transferidos da conta bancária da vítima.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 193 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal