Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

04/02/2010 - Gazeta Digital Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Golpista é preso em Rondonópolis pela Polícia Civil


A Divisão de Crimes contra o Patrimônio (DEPATRI) do Centro Integrado de Segurança e Cidadania (Cisc) de Rondonópolis efetuou, na quarta-feira (03), a prisão de Francisco de Assis dos Santos Dionísio, 42 anos, após a tentativa de obter vantagem ilícita no valor de R$ 1.500 reais. A detenção aconteceu na Praça Brasil, no município.

O suspeito pretendia enganar a vítima com a falsa promessa de emprego de fiscal em uma usina que estaria sediada em Dourados, Mato Grosso do Sul, porém o escritório ficaria na Avenida Rio Branco em Rondonópolis. Os investigadores estiveram no local indicado e constataram a inexistência do prédio e dos números das linhas telefônicas informadas.

Conforme foi apurado pela Polícia Civil, o preso disse a vítima que o dinheiro serviria para adiantar a documentação e agilizar o processo de admissão na suposta usina. O salário seria de R$ 2.500 e R$ 4 mil reais.

No dia 29 de janeiro, a vítima já havia adiantado R$ 50 reais ao estelionatário. Uma outra pessoa esteve no Cisc e confirmou o prejuízo patrimonial. O autor dos golpes fez a mesma promessa para enganar a primeira vítima.

Francisco está sendo investigado também pela prática de outra modalidade de estelionato. Ele estava se passando por vendedor de terrenos inexistentes ou pertencentes a pessoas que desconhecem as transações fraudulentas.

O delegado Claudine Lopes, ressaltou que está é a terceira vez que Francisco é preso pela equipe de policiais civis da Depatri. No ano de 2008 foi cumprido mandado de prisão preventiva da Comarca de Tangará da Serra por crime de receptação. “Na época, o acusado foi indiciado por crime de estelionato continuado, onde enganou vários empresários em Rondonópolis, lucrando por volta de R$ 130 mil reais”. No mesmo ano, foi preso e autuado em flagrante por crimes de roubo e formação de quadrilha.

O delegado autuou Francisco por crimes de tentativa de estelionato e uso de documento falso, sendo apreendidos vários documentos, entre escrituras, contratos sociais e um cartão de CNPJ da empresa fantasma "Hong Kong", que seria especializada em reciclagem de pneus, mas nunca foi instalada no distrito industrial, de Rondonópolis. A “empresa” foi utilizada para enganar as vítimas no ano de 2008.

Ainda foram apreendidos os documentos falsos relacionados à usina e uma suposta agência empregadora.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 220 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal