Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

04/02/2010 - Brasília em Tempo Real Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Suborno: Ex-feuncionário do GDF é preso com R$ 200 mil


Parece que as inúmeras e “infalíveis” manobras do governo para impedir que mais relatos do maior escândalo de Brasília viessem à tona começaram a demonstrar um ponto fraco. A falta de legitimidade dos “caciques da corrupção” para com aqueles que um dia lhes serviram.

Foi o que demonstrou um episódio ocorrido nesta quinta-feira (4) quando foi preso, pela Polícia Federal, em um restaurante do Sudoeste, com R$ 200 mil em espécie, o ex-funcionário do GDF, Antônio Bento, acusado de subornar uma das principais testemunhas do mensalão do DEM de Brasília, Edmilson Edson dos Santos, o jornalista Edson Sombra.
Segundo a PF, f oi o próprio Sombra que teria comunicado aos agentes sobre a oferta de suborno e o assédio do suspeito. Ele aceitou receber o dinheiro para que as autoridades pudessem fazer o flagrante.

A intenção do acusado, segundo a PF, era que a testemunha prestasse informações falsas no depoimento. Bento foi preso por volta das 9h com uma sacola parda. O acusado foi conduzido à Superintendência da PF onde é mantido em uma sala reservada, enquanto presta depoimento ao delegado Alfredo Junqueira, responsável pelas investigações do escândalo e aguarda o registro do flagrante.

Sombra é considerado uma peça importante do caso devido ao fato dele ter sido o responsável por convencer o ex-secretário de Relações Institucionais e pivô do escândalo, Durval Barbosa, a delatar o esquema à polícia.

Antônio Bento é gerente comercial do jornal O Distrital, do qual Edson Sombra é jornalista responsável. Ele integra o conselho fiscal do Metrô-DF e é ex-funcionário da Companhia Energética de Brasília (CEB), aposentado há oito anos. De acordo com o governo, não há nenhuma relação entre Bento e o GDF.

O mensalão do DEM de Brasília envolve o suposto pagamento de propina ao governador José Roberto Arruda (sem partido, ex-DEM), ao vice-governador, Paulo Octávio (DEM), deputados distritais, empresários e integrantes do governo.

O inquérito que investiga o caso tramita no Superior Tribunal de Justiça (STJ) e já resultou na quebra de sigilos bancário e fiscal do governador Arruda e de outros sete envolvidos no caso.

Recentemente, o juiz Vinicius Santos Silva, da 7ª Vara de Fazenda Pública do DF, afastou oito deputados da Câmara Legislativa do Distrito Federal das atividades relacionadas ao processo de impeachment do governador Arruda. Todos os oito parlamentares são suspeitos de envolvimento com o mensalão do DEM de Brasília.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 162 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal