Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

22/03/2007 - Panorama Brasil Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

22 pessoas são presas envolvidas em ‘fábrica de passaportes’


LONDRES - A Scotland Yard prendeu nesta quinta-feira, 22 de março, em Londres, 22 pessoas que trabalhavam em uma fábrica de passaportes britânicos ilegais, segundo informaram fontes policiais. Cerca de 100 agentes armados participaram da Blitz feita em 13 propriedades da capital britânica.

As operações de segurança contaram com a colaboração de agentes do Serviço de Imigração e Passaporte, da Polícia do Sul de Yorkshire, e do Ministério do Trabalho e da Previdência.

A blitz policial aconteceu um dia depois que o Ministério do Interior britânico confirmou que cerca de 10 mil passaportes foram entregues no ano passado a "ladrões de identidade".

Segundo informou hoje a Scotland Yard, 19 dos 22 presos foram acusados por crimes como falsificação, roubo de identidade e posse de documentos falsos. Os outros três foram detidos por crimes contra a lei de imigração.

Também foram apreendidas 40 mil libras esterlinas em dinheiro (cerca de US$ 80 mil), além de passaportes falsos, carteiras de motoristas e identidades de estrangeiros, todos falsificados.

"A produção de passaportes falsos permite a outros cometer uma série de crimes sérios", declarou o detetive responsável pela pesquisa, ao inspetor da Polícia Metropolitana John Kielty.

"Essa operação foi feita atrás dos criminosos que tentam esconder sua identidade verdadeira das autoridades", acrescentou.

Nesta quarta-feira, o governo britânico confirmou que a partir de maio todos os cidadãos que demandem o passaporte pela primeira vez deverão ser submetidos a uma entrevista, que deve durar de uma a duas horas, "cara a cara" com um funcionário público do Serviço de Passaportes e Identidades, para evitar fraudes.

Segundo a Scotland Yard, essa medida poderia ter evitado a entrega de passaportes falsos a pessoas como Dhiren Barot, condenado a 40 anos de prisão em novembro passado por planejar assassinar milhares de pessoas em ataques à Grã-Bretanha e aos Estados Unidos.

"Trabalharemos mais próximos da Polícia para combater os crimes contra a lei de imigração e transformaremos nossas fronteiras em lugares seguros", declarou o ministro da Imigração, Liam Byrne.

"Esta operação de hoje demonstrou que estamos determinados a por fim ao crime organizado que está por trás de três quartos da imigração ilegal na Grã-Bretanha", concluiu.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 377 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal