Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

04/02/2010 - G1 Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Google pode ter apoio de agência de segurança na investigação de hackers

Ataques a contas de ativistas chineses teriam ocorrido em dezembro. Informação sobre investigação foi divulgada pelo jornal 'Washington Post'.

O Google está para concluir um acordo que permitiria que a National Security Agency (NSA) dos Estados Unidos o ajudasse a investigar um ataque de espionagem empresarial que pode ter se originado na China, informou na quinta-feira (4) o jornal "Washington Post".

O objetivo da investigação é melhor defender o Google e seus usuários contra futuros ataques, afirmou o jornal, citando fontes não identificadas mas informadas sobre o acordo.

As fontes disseram que a aliança entre o Google e a NSA, a mais poderosa organização mundial de vigilância eletrônica, seria dirigida a permitir que as duas partes trocassem informações essenciais sem que isso viole as normas do Google ou as leis que protegem a privacidade das comunicações online.

Sob o acordo, a NSA não teria acesso às buscas de usuários ou a suas contas de e-mail, disseram as fontes. O Google tampouco divulgaria dados exclusivos da empresa para a NSA, afirmaram.

O Google tomou em 12 de janeiro a incomum decisão de anunciar que havia sido alvo de sofisticados ataques de computação, na metade de dezembro, e que revisaria suas operações e negócios na China.

A empresa do Vale do Silício disse que os ataques de hackers foram dirigidos às contas do Gmail de ativistas chineses dos direitos humanos, e uma investigação constatou que pelo menos 20 outras grandes empresas foram alvo de ataques semelhantes.

A China respondeu alguns dias depois com uma defesa do controle estatal sobre a internet. Um importante funcionário do governo chinês disse que pornografia, fraudes e boatos on-line representavam uma ameaça e que a mídia de internet deveria ajudar a "orientar a opinião pública", na China.

Dennis Blair, o diretor nacional de inteligência dos EUA, disse na terça-feira (2)que os ataques de hackers contra o Google foram um sinal de alerta.

Uma parceria entre o gigante das buscas de internet e a NSA envolve a delicada questão de encontrar o ponto de equilíbrio entre a proteção à privacidade pessoal e a defesa da segurança nacional.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 209 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal