Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

03/02/2010 - O Globo Online Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Fiscais encontram álcool com adulterado em dez postos de combustíveis de São Paulo


SÃO PAULO - Fiscais encontraram álcool misturado com metanol, uma substância altamente tóxica, em dez postos de combustível de São Paulo. O metanol pode cegar e até matar mesmo em pequenas quantidades. Foram recolhidas amostras de álcool em 50 postos de São Paulo e da região do ABC Paulista. As análises feitas no Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT) confirmaram a presença de metanol. Assim que saiu o resultado oficial, os fiscais seguiram para um posto em Santo André, recordista de fraude.

- O laudo do IPT indica 79% em uma bomba e de 95% em outra de mistura de metanol no álcool. Isso é extremamente perigoso - comenta o diretor da ANP Alcides Araújo.

A adulteração com metanol é um crime invisível a olho nu. As características do metanol são muito parecidas com as do álcool. A densidade, o cheiro, a cor praticamente se confundem. Por isso, nenhum teste de proveta feito dentro do posto é capaz de pegar a fraude. Só mesmo em laboratório.

- A chama não tem luz. Não consegue enxergar a chama do metanol. Ele pode estar queimando do nosso lado e não vemos, só vamos sentir o calor. Mas não se vê de onde está vindo. É muito perigoso - alerta o químico Fernando Parente.

Os fiscais lacraram as bombas de álcool. O posto se defende.

- Não foi o dono do posto que misturou o metanol ao álcool. Você compra o combustível. O que está na nota. Vamos questionar o fornecedor desse álcool, tomar todas as vias cabíveis - garante a advogada do posto Katia Kumagai.

- É um fato novo, um tipo de fraude nova, ainda estamos investigando de onde pode estar vindo esse produto", diz o diretor da ANP Alcides Araújo.

Fiscais da Agência Nacional do Petróleo devem prosseguir com as interdições das bombas de álcool com combustível adulterado. A ANP também recolheu amostras de álcool de distribuidoras e espera pelo resultado das análises.

Com a descoberta da fraude, a fiscalização será estendida e deve passar a ser feita em todo o país.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 236 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal