Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

29/01/2010 - Portal Terra Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Venezuelana é presa acusada de ser "falsa médica" no Rio


A médica venezuelana Laura Constanza Torrente Gonzalez, 29 anos, foi presa em flagrante, no noite de quinta-feira, no Hospital do Andaraí, na zona norte do Rio. Segundo a polícia, Laura Constanza, que ainda não tem autorização para exercer a profissão no Brasil, é acusada de usar o registro profissional de uma médica brasileira para trabalhar em uma empresa de remoção de pacientes em ambulâncias de Unidade de Tratamento Intensivo (UTI).

A prisão da estrangeira ocorreu por volta das 19h de ontem, após a denúncia de uma enfermeira do Hospital do Andaraí. A enfermeira Wendy Bueno desconfiou da "falsa médica" durante o procedimento administrativo da remoção de um paciente para o Hospital da Lagoa. De acordo com a enfermeira, Laura não sabia informar o número de registro do Conselho Regional de Medicina (CRM) e teria usado o carimbo de uma outra médica, identificada como Roberta, para preencher os formulários. A denúncia foi encaminhada à coordenação médica da unidade, que solicitou a presença da polícia.

"Como é de praxe, perguntei para ela a numeração de registro do CRM. Por lei, todas as ambulâncias de UTI-Móvel devem ter um médico e uma enfermeira durante as remoções. A médica venezuelana estava acompanhada de uma técnica de enfermagem chamada Dayse. A médica se apresentou como Laura, mas não lembrava da numeração de registro. Achei estranho", disse a enfermeira.

"Reiterei o pedido. Ela retirou um carimbo do bolso do jaleco e me informou a numeração. Após uma pesquisa, descobrimos que o registro pertencia a uma médica chamada Roberta. Questionada sobre a confusão dos nomes, a acusada informou que o seu nome seria Laura Roberta, mas usava apenas Roberta. Encaminhamos o caso à comissão de médicos, que descobriu a farsa e chamou a polícia", disse.

De acordo com os advogados, Laura Constanza, que é colombiana naturalizada na Venezuela, veio para o Brasil para fazer um curso de pós-graduação na Santa Casa de Misericórdia, no Rio de Janeiro. Os advogados alegaram que a médica, identificada como Roberta, estava na ambulância, mas por problemas de saúde, foi obrigada a se ausentar. Eles disseram ainda que Laura estava trabalhando em regime de estágio e seria o seu primeiro plantão na empresa de remoção de ambulâncias.

"A Roberta foi obrigada a se ausentar por problemas de saúde. A Laura é estagiária. Ela foi ao hospital para entregar o paciente. Apenas isso. Não podemos afirmar que a Laura usou o carimbo da Roberta porque ainda não tivemos acesso ao conteúdo do inquérito", disse a advogada Liliane Duarte. A médica Roberta foi arrolada como testemunha. O médico responsável pelo Hospital do Andaraí preferiu não falar sobre o caso. Os depoimentos foram mantidos em sigilo.

Segundo a polícia, as duas empresas de remoção em ambulâncias de UTI-móvel envolvidas no caso poderão ser alvos de uma sindicância administrativa. Laura Constanza foi autuada por exercício ilegal da profissão e falsidade ideológica. Ela será conduzida à Polinter, onde ficará à disposição da Justiça. O caso também será encaminhado à Policia Federal, responsável pelas investigações sobre estrangeiros.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 240 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal