Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

27/01/2010 - Folha de São Paulo Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Polícia detém suspeitos de aplicar "golpe do boleto" em SP e faz apreensão em empresas

Por: Felipe Caruso


A Polícia Civil afirmou nesta quarta-feira ter desarticulado um grupo suspeito de aplicar o chamado "golpe do boleto" em São Paulo. Entre a tarde de terça (26) e a manhã de hoje, a polícia cumpriu mandados de busca e apreensão, apreendeu 18 computadores, documentos e deteve 20 pessoas, que foram levadas à delegacia para depoimento.

Segundo a Secretaria da Segurança Pública, os suspeitos são investigados por oferecer serviços gratuitos a empresas se passando por associações e sindicatos e, depois, enviar boletos de cobrança, sob ameaça de levar o caso ao Serasa e ao SPC (Serviço de Proteção ao Crédito). Os valores dos boletos variavam entre R$ 100 e R$ 500.

As associações eram legalmente registradas e supostamente ofereciam serviços de assessoria contábil, jurídica e financeira. O alvo principal eram empresas de pequeno e médio porte. "A pessoa pagava pensando que estava se afiliando a um sindicato ou a uma associação oficial, mas que na realidade não oferecia nada em troca. Eles vendiam fumaça", afirmou o delegado Paulo Roberto Robles, chefe da Divisão de Crimes Contra o Consumidor, do DPPC (Departamento de Polícia de Proteção à Cidadania).

O golpe também era aplicado por meio da oferta de serviços de publicidade em listas telefônicas. As supostas empresas de anúncios mandavam um fax para as empresas pedindo uma resposta, também via fax, com a confirmação dos dados, carimbo e assinatura do responsável. Com essas informações, eles falsificavam um contrato de prestação de serviço e passavam a enviar os boletos mensais de cobrança.

Nos endereços onde foram cumpridos os mandados de busca e apreensão, policiais descobriram mais de três empresas no mesmo local. Foram encontrados também roteiros pré-definidos para a oferta dos serviços, nos quais as funcionárias diziam que os serviços eram gratuitos e boletos em que estava escrito que a utilização dos serviços era facultativa e gratuita.

As reclamações sobre o "golpe do boleto" começaram em 2006 em todo Brasil. A polícia estima que centenas de empresas foram lesadas no golpe e ainda não tem uma estimativa do valor do prejuízo causado.

As empresas são acusadas dos crimes contra a economia e as relações de consumo, estelionato e emissão de duplicatas simuladas. A polícia instaurou inquérito e as investigações vão prosseguir em busca dos responsáveis pelas sete empresas suspeitas.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 686 vezes




Comentários


Autor e data do comentário: jorge - 01/02/2010 14:22

Catho on line e uma destas.


Autor e data do comentário: Idalino Ronei de Oliveira - 01/02/2010 06:58

Enfim, alguma atitude contra esses vigaristas!!!



O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal