Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

27/01/2010 - Correio Braziliense Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Trio inventou história para tentar tirar R$ 600 de idosa, mas ela avisou a polícia e preparou o flagrante

Por: Luiz Calcagno


Um grupo de estelionatários que tentava aplicar um golpe em uma idosa de 67 anos acabou enganado pela mulher na manhã de ontem. A jornalista e produtora Liane Muhlenberg percebeu a armação, mas prosseguiu com a farsa e preparou um flagrante com o apoio de agentes da 9ª Delegacia de Polícia (Lago Norte). João Crisóstomo de Sousa Marino, 53, Waldemar Almeida Silva, 38, e Joel Zanata dos Santos, 50, foram presos em uma agência do Banco do Brasil no Centro de Atividades (CA), na Quadra 15 do Lago Norte.

Liane contou ao Correio que atendeu a uma ligação por volta das 10h. Do outro lado da linha, João não usou nome falso. Segundo ela, ele aparentava tristeza, e perguntou pelas filhas e pelo neto da jornalista pelos nomes. Ele se identificou como pai de uma ex-babá do neto de Liana, Maria do Carmo*, que deixou o serviço por problemas de saúde há cerca de seis meses. “Ele conhecia toda a história. Disse que ela havia falecido e que precisava de R$ 600 para pagar a funerária”, contou a moradora do Lago Norte.

Segundo a idosa, Maria do Carmo era uma pessoa querida. Por isso, ficou sensibilizada com a história. Durante a ligação, ela ainda falou com Waldimar, que garantiu que receberia uma pensão e iria pagá-la. Ele se ofereceu para buscar o dinheiro na casa dela. “Perguntei se ele sabia onde eu morava. Ele disse que sim. Mas marcamos na agência do Banco do Brasil, às 11h. Na minha casa, empregados não podem trazer pessoas desconhecidas”, relatou.

Já desconfiada, a produtora foi à casa de Maria do Carmo, no Varjão, e constatou a mentira. Maria estava bem. A idosa dirigiu-se, então, à 9ª DP, onde foi orientada a dar continuidade à história. Três policiais a acompanharam. Ela encontrou João no Banco do Brasil e pediu para irem ao caixa, pois não conseguia realizar o saque no terminal eletrônico. Nesse momento, Waldemar foi flagrado avisando a Joel que ela havia caído na história. Eram 12h e os agentes efetuaram as prisões. “Todo mundo deveria avisar à polícia quando desconfiasse de um golpe”, concluiu Liana.

Bandidos frustrados

Questionados sobre o golpe frustrado, o trio evitou falar. Waldemar disse apenas que a vítima escolhida era mais esperta do que eles pensavam. Joel, por sua vez, negou participação, embora tenha admitido que ia se encontrar com Waldemar. “Foi coincidência. Eu ia almoçar com o Waldemar”, justificou-se.

Foi aberto inquérito e os três, após ouvidos, foram encaminhados para o Departamento de Polícia Especializada (DPE), onde ficarão à disposição da Justiça. De acordo com o delegado cartorário da 9ª DP, Silvério Moita, eles vão responder por tentativa de estelionato e podem pegar até cinco anos de prisão. Segundo Silvério, por enquanto eles não vão responder por formação de quadrilha porque a participação de Joel ainda precisa ser esclarecida.

O delegado descartou a esposa de Waldemar, identificada apenas como Ione, como integrante da farsa. Ela é ex-empregada de Liane e foi demitida há cerca de um mês por levar o marido para a casa da idosa. “Se houver novas vítimas, e elas apontarem a participação de Ione, então ela será indiciada”, concluiu Silvério.

*Nome fictício para preservar a identidade da mulher.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 206 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal