Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

21/01/2010 - Gazeta do Povo Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Cooperativa de médicos leva golpe de R$ 2 milhões

Por: Rodrigo Kwiatkowski da Silva

A fraude foi descoberta no fim de dezembro por um médico, que ao tentar sacar R$ 100 mil descobriu que a conta estava zerada.

GUARAPUAVA - A cooperativa de médicos Unicred, presente em todos os estados brasileiros, foi alvo de um golpe saído de dentro da própria instituição. Dois funcionários de confiança são suspeitos de desviar dinheiro da conta de cooperados na agência de Guarapuava, região central do Paraná. A Polícia Civil estima que o valor chegue a R$ 2 milhões de reais. A fraude foi descoberta no fim de dezembro por um médico, que ao tentar sacar R$ 100 mil descobriu que a conta estava zerada.

A informação chegou à direção da cooperativa, que denunciou o caso à polícia. Os indícios apontam que o esquema funcionava por meio da manipulação eletrônica das contas e dos extratos dos cooperados. Os dois suspeitos manteriam dois sistemas de extratos, sendo um real e outro paralelo. No real, muitas contas estavam zeradas ou negativadas. Para os clientes, no entanto, era apresentado um extrato paralelo em que aparecia todo o dinheiro que deveria estar na conta, conforme os depósitos. “As investigações apontam que eles tiravam de uma conta para por na outra. Era uma dança de dinheiro entre as contas”, resume o delegado Cristiano Quintas dos Santos.

A descoberta das irregularidades foi possível graças a um erro no esquema, quando um médico conseguiu um extrato por um terceiro funcionário. Os suspeitos negam, afirmando que várias pessoas tinham as senhas dos computadores. “Haveria também contratos de financiamentos forjados, que não foram feitos pelos clientes, mas realizados por esses dois funcionários e depois sacados quando o dinheiro caía nas contas. O cliente não tinha como perceber, pois a única forma de contato dele com sua conta era através dos extratos controlados por essas duas pessoas”, explica o delegado.

A quantidade de cooperados atingidos, o tempo de duração da fraude e o valor total do prejuízo auferido pela Unicred só serão conhecidos quando a cooperativa apresentar à polícia os resultados de uma auditoria, conforme o delegado. Os dois funcionários acusados da fraude foram afastados pela empresa, que já teria ressarcido alguns dos clientes lesados. A direção da cooperativa comunicou que só irá se pronunciar a respeito do caso quando o inquérito estiver concluído.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 449 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal