Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

18/03/2011 - Extra Online Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Fraude na telefonia móvel

Por: Thaís Sousa


Consumidores que sublocam chips da Nextel estão se envolvendo num esquema de fraude. O alerta é da Associação Brasileira de Defesa do Consumidor (Pro Teste). Apesar de ilegal, a prática é amplamente divulgada pela internet, e os anúncios prometem componentes de qualquer lugar do Brasil.

O esquema funciona da seguinte forma: o interessado entra em contato com o negociante e informa os dados pessoais. Após o depósito do chamado valor de adesão, que varia de R$ 200 a R$ 400, o chip é entregue.

As mensalidades são depositadas em conta corrente e, se o pagamento não for feito, o serviço é suspenso.

De acordo com a advogada Flávia Lefevre, consultora de telecomunicações da Pro Teste, a prática infringe as regras do Serviço Móvel Especializado (SME), prestado pela Nextel.

Entre as infrações, estão a sublocação e a venda a pessoas físicas:

— Essa situação é responsabilidade da Nextel, que pode até perder a autorização para operar. Se nós sabemos desse esquema, como a empresa não sabe? — questionou a advogada.

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), que regulamenta a telefonia, informou que não tinha conhecimento do esquema e que a responsabilidade de apurar os fatos é da Nextel.

Responsabilidade

Embora os consumidores não possam ser punidos pelo envolvimento com o esquema, Flávia faz um alerta:

— O consumidor está sendo lesado a partir do momento em que contrata um serviço ilegal, sem garantias, e ainda paga mais caro do que se fosse pela operadora.

Leia nota oficial da Nextel sobre o esquema:

A Nextel informa que abre procedimento de averiguação interna para apurar denúncias que são trazidas ao seu conhecimento.

A Nextel possui procedimentos rigorosos na verificação de pedidos de novos clientes, nos quais são feitas análises de perfil e crédito. Estas medidas visam assegurar a adequação às normas regulatórias que regem a prestação de serviço da operadora. A comercialização de linhas e aparelhos que não obedeça a esses critérios é considerada irregular e passível de sanções.

Periodicamente, a Nextel realiza treinamentos sobre conduta e ética, pilares dos negócios da empresa e da atuação de todos os seus colaboradores.

Vale reforçar que apenas as lojas e representantes autorizados da Nextel podem realizar a venda de chips da operadora. A lista completa com os locais autorizados está disponível em www.nextel.com.br.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 785 vezes




Comentários


Autor e data do comentário: Edivan Silva - 26/11/2011 00:24

qual é a punição para um usuário de um chip ilegal ?
uma pessoa de menor pode ter um nextel ?



O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal