Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

15/01/2010 - Gazeta Online Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Subnotificação mascara golpe do falso sequestro no Espírito Santo

Por: Eduardo Fachetti


Você provavelmente conhece alguém que já tenha passado por esta situação. O telefone toca, a pessoa atende e, do outro lado da linha, um parente próximo pede socorro. Aos gritos, a pessoa diz que foi sequestrada e que está machucada. Um interlocutor entra na linha e exige o pagamento do resgate, muitas vezes em forma de compra de cartões pré-pagos para celular. É golpe. De acordo com a Delegacia de Defraudações e Falsificações do Estado, pelo menos 50 registros desse tipo foram feitos em 2009.

O chamado 'golpe do falso sequestro' é comum no Espírito Santo. Segundo o delegado Lauro Coimbra, entre nove e dez pessoas se tornam vítimas das ligações com ameaças a cada dia, mas desse total, no máximo duas pessoas registram o ocorrido. Se multiplicados os dias do ano pela estimativa feita pela polícia, esse índice atinge estrondosos 3.285 casos sem boletins de ocorrências devido a falta de queixa.

"Nós temos de 40 a 50 golpes registrados, mas com certeza o universo desses golpes é muito maior. Isso acontece por causa da subnotificação, ou seja, as pessoas que são vítimas, perdem pouco dinheiro ou só sofrem a tentativa de golpe, se sentem envergonhadas e acabam deixando para lá", salientou Coimbra.

Dados da Polícia Civil mostram que quase todas as ligações efetuadas para aplicação do golpe do falso sequestro partem de outros Estados. A maioria delas é proveniente de telefones de São Paulo, Rio de Janeiro, Pernambuco e Ceará.

"A orientação básica é desligar o telefone. Se for realmente um sequestro, o contraventor voltará a ligar. Outro ponto importante a dizer é que sequestro nenhum se negocia com meia hora de telefonema, e essas ligações são rápidas, por medo de interceptação. Então, desligue o telefone e tente fazer contato com o suposto sequestrado", recomentou o delegado Lauro Coimbra.

Quem for vítima do falso sequestro ou de qualquer outro golpe, como o do bilhete premiado, do sorteio do programa de televisão ou do acidente de trânsito, também muito comuns no Espírito Santo, deve registrar o ocorrido junto à Polícia Civil, pelo telefone (27) 3137-9118. A identificação é opcional e a vítima só precisa informar o número de telefone registrado durante a chamada.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 222 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal