Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

08/01/2010 - Diário da Amazônia Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

PM estoura fábrica de notas falsas


Por mais de dez dias o comandante da PM em Mirante da Serra diligenciou com sua equipe para prender uma quadrilha que estava operando na área acabando por desbaratá-la e simultaneamente chegou até uma residência em um sítio onde descobriu que a casa era usada para falsificação de moedas nacionais e internacionais, com aparelhagem e material de alta geração prendendo em flagrante o falsificador Claudiney Gomes Braga, 29 anos.

O sargento-PM Glenervan, auxiliados pelo cabo-PM Novaes e PMs Max, PM Dioy, PM Jean, com apoio dos PMs Rocha e Santos do Distrito de Tarilandia, fecharam o cerco e acabaram levantando que o ponto de apoio dos assaltantes era um sítio na Linha 628, altura do quilômetro 55, no Distrito de Tarilândia.

Para surpreender toda quadrilha junta, o sargento-PM Glenervan, optou por fechar o cerco no final da noite e por volta das 23h a casa principal estava tomada, surpreendendo o falsificador que no desespero começou a jogar notas falsificadas pela janela do banheiro.

Preso confessou que fabricava dinheiro falso inclusive moeda estrangeira, mas ignorou a pergunta do sargento-PM quando tempo estava no ramo.

Apreensão

Além dos R$ 12 mil em notas de R$ 20,00 e R$ 10,00, moedas bolivianas e notas promissórias, foram apreendidas duas impressoras, marca HP; seis cartuchos de tintas; duas resmas de papel sulfite; duas resmas de papel textuterizado; três aparelhos Celulares; e vários outros objetos, inclusive os objetos furtados.

Claudiney deverá ser autuado em flagrante delito pelos crimes de falsificação de Moeda Falsa Nacional e Estrangeira, receptação de objetos Furtados. Segundo o comandante sargento-PM Glenervan, falsificar, fabricar ou alterar moeda metálica ou papel moeda de curso legal no país ou no estrangeiro é crime previsto no artigo 289 do Código Penal. A pena varia de três a 12 anos de prisão e multa.

Operação

A reportagem apurou que várias queixa de furtos e roubos estavam ocorrendo nas áreas rurais dos municípios de Mirante da Serra e Tarilândia, fazendo com que o comandante Glenervan se unisse com policiais militares de Tarilândia para combater os crimes e aos poucos foram com depoimentos de vítimas identificando os acusados de furtos.

A principal pista ocorreu durante as investigações ao serem informados que três pessoas suspeitas ocupando uma moto Honda, modelo Titan, de cor preta, estariam fazendo “Arrastão” em sítios localizados na Linha 60 e que estariam invadido uma localidade na altura do quilômetro dez. Ao chegar ao local souberam da vítimas que os ladrões haviam fugido em direção ao município de Tarilândia.

O sargento-PM Glenervan de imediato entrou em contato com os policiais de Tarilândia repassando a informação e as características dos suspeitos, que foram presos quando chegaram a barreira montada na entrada da cidade, sendo levados ao quartel da PM em Mirante da serra.

Questionados

Os suspeitos foram identificados como sendo Edivaldo Pereira de Oliveira, 25 anos, residente em Ouro Preto e Mateus Dias do Nascimento, 49 anos, residente em Mirante da Serra/RO; os dois juntamente com o comparsa Job Fernandes dos Santos, que está foragido, confessaram os furtos. Os dois junto com as provas materializadas foram apresentadas na delegacia de Polícia em Mirante da Serra, onde foram autuados em flagrante delito.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 239 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal