Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

08/01/2010 - O Dia Online Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Pacote ajuda a combater fraude no consignado

Por: Luciene Braga

Serviços bancários gratuitos anunciados pelo INSS já eram previstos no Tarifa Zero.

Rio - O pacotão de serviços bancários para todos os 27 milhões de segurados do INSS anunciado pelo Ministério da Previdência Social na última terça-feira terá uma importante ferramenta antifraude. Conforme O DIA revelou, aposentados e pensionistas passarão a receber contracheques mensais — antes eram semestrais. Para representantes das categorias, esse é o aspecto mais vantajoso da medida, ao lado da prova de vida que os bancos farão anualmente.

Segurados poderão acompanhar, mês a mês, os descontos efetuados no contracheque. Quando o documento era expedido a cada seis meses, se sofresse algum tipo de desconto, como de empréstimo consignado, o aposentado percebia a redução do benefício na conta, mas não tinha como saber o motivo. Agora, essa percepção será mais rápida. “Para os que só tinham cartão de benefício para saque, fica mais seguro receber o dinheiro quando fazem um empréstimo consignado na própria conta”, destacou o diretor da Confederação Brasileira dos Aposentados e Pensionistas (Cobap), Luiz Legnani.

Para Luiz Antônio Adriano da Silva, o Luizão, do Sindicato Nacional dos Aposentados, da Força Sindical, o recadastramento pelo banco também foi um ganho. “Mas o restante, com cheque, cartão, extrato e transferência grátis, isso não foi ganho. Isso o aposentado já tinha”, diz.

Ele se refere ao programa Tarifa Zero, do Banco Central. A Resolução 3.518 já assegura a gratuidade de cartão, quatro saques, dois extratos, duas transferências para agências do mesmo banco e 10 cheques por mês.

Aposentados estão preocupados com o pacotão, que parece tão vantajoso para os bancos como para eles. “Com contas correntes, 15,2 milhões ficarão mais visíveis para os bancos, que agora poderão oferecer outros serviços, como consignado. Eles não têm educação financeira para lidar com tanta oferta. Além disso, os bancos vêm pressionando para derrubar o teto dos juros”, avalia Luizão.

Inflação do idoso fecha em 4,09%

A inflação do idoso atingiu 4,09% em 2009, pressionada pela alta das tarifas de energia elétrica (5,44%) e custos do plano de saúde (5,15%). Essa foi a variação do Índice de Preços ao Consumidor da Terceira Idade (IPC-3i), divulgado pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). Na comparação com o ano anterior, 2008, que fechou com 6,35%, o índice apresentou recuo.

Mas a inflação do idoso foi mais intensa que a média dos consumidores de todas as faixas etárias. O Índice de Preços ao Consumidor - Brasil (IPC-BR) encerrou 2009 com alta de 3,95%. O IPC-3i abrange famílias com pelo menos 50% de pessoas com 60 anos ou mais de idade.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 170 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal