Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

09/03/2007 - Cruzeiro Net Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Golpistas falsificam assinatura de delegado

Por: Marcelo Roma


Um esquema desmontado pela Polícia Civil nos últimos dias utilizava assinatura falsa do delegado da Circunscrição Regional de Trânsito (Ciretran) de Sorocaba para liberar veículos dos pátios de guincho. Foram apreendidos carimbos e documentos falsos na residência de um homem que seria o chefe do esquema, Marco Antônio de Paula, no Jardim São Guilherme. Cerca de 50 veículos teriam sido liberados dessa forma, sem o pagamento de multas, IPVA ou licenciamento.

Policiais da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) prenderam também Natalino Leite de Moraes, de 30 anos; Eustáquio Pimentel Júnior, de 21; Leandro Ferreira da Silva, de 30; e Alex Fabiano de Moraes, de 20. O delegado da Ciretran, José Ordele Alves Lima Júnior, soube do esquema e avisou as duas empresas de guincho da cidade. Na quarta-feira, Leandro foi buscar a picape Courier no guincho Fast-Help com documento falso, segundo o delegado Alexandre Banietti, da DIG. Foi detido em flagrante.

Leandro respondeu que conseguiu o documento falso com Natalino, que, por sua vez, indicou Eustáquio, explica Banietti. Por meio deles, a Polícia chegou a Marco Antônio. Em sua casa havia 11 carimbos - alguns com nome dos delegados Ordele e Cláudio Luiz de Medeiros, que é assistente na Ciretran.

Alex foi preso ontem à tarde, quando buscou sua motocicleta no guincho Nove de Julho. A DIG apurou que cada veículo liberado ilegalmente custava R$ 350,00 ao proprietário. Marco Antônio cobraria R$ 180,00 pelo “serviço”, e os intermediários colocariam sua margem de lucro. O grupo foi preso acusado de estelionato e falsificação de documento público.

De acordo com Banietti, apesar da liberação do veículo, os débitos não eram anulados. A Ciretran faz levantamento para identificar todos os proprietários. Eles serão indiciados também por crimes de estelionato e falsificação de documento, mas não deverão ficar presos pois não foram detidos em flagrante.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 682 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal