Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

04/01/2010 - O Globo Online Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Empresários são suspeitos de aplicar golpe de mais de R$ 500 mil em Mato Grosso


CUIABÁ - Dois empresários que eram proprietários de três supermercados no município de Cáceres, a 224 quilômetros de Cuiabá, estão sendo procurados pela polícia. Eles são suspeitos de terem aplicado um golpe calculado em mais de R$ 500 mil em fornecedores do município. Na virada do ano, os dois teriam fugido da cidade deixando para trás dívidas trabalhistas, contas a pagar com fornecedores e levando mercadorias dos estabelecimentos comerciais. Indignada, a população invadiu um dos mercados e saqueou parte dos produtos que ficaram nas prateleiras.

O delegado Gustavo Garcia Francisco, em entrevista ao site da TV Centro América, disse que já foi aberto um inquérito para apurar o caso e que, a princípio, há indícios de crime de estelionato e formação de quadrilha. Os irmãos Vanderlei Alves de Matos e Valter Alves de Matos se estabeleceram na cidade há sete meses e abriram o Mercado Rodeio.

- Nos primeiros seis meses a atuação foi normal. Mas no último mês, dezembro, eles assumiram compromissos com diversos fornecedores, fizeram várias compras de valores altos e pararam de receber pagamentos no mercado com cartão de crédito e cheques - explicou o delegado.

Ainda segundo Gustavo Garcia, depois que conseguiram um montante em dinheiro, os dois deixaram a cidade. Antes, ainda levaram grande parte das mercadorias dos supermercados.

Para funcionários e clientes, os empresários teriam dito que o supermercado fecharia as portas no dia 31 para balanço e que as atividades voltariam ao normal nesta segunda-feira, o que não aconteceu. Cerca de 30 empregados exerceram suas funções até o dia 30 de dezembro.

- Os empresários usaram um caminhão bitrem e transportaram quase toda a mercadoria. Agora, estamos à procura deles para interrogá-los.

O delegado explicou que apenas nesta segunda-feira já foram ouvidas cerca de 30 vítimas, mas outras vítimas podem surgir ao longo das investigações.

- De acordo com as declarações, consideramos que houve crime de estelionato. É próprio desse tipo de crime ganhar a confiança das vítimas pagando em dia. É um jogo de persuasão para dar o golpe final - observou Garcia.

Segundo ele, os empresários teriam até colocado preço muito abaixo para se desfazer da mercadoria de forma mais rápida.

O prejuízo causado aos trabalhadores e a outros comerciantes da região ainda deve ser calculado.

- Apenas a Justiça do Trabalho tem como avaliar os danos trabalhistas. Com relação aos fornecedores, ainda não é possível estimar o valor com precisão porque sempre surge alguém que pode ter sido vítima. Calculo hoje, no primeiro dia de investigação, um prejuízo de mais de R$ 500 mil.

O delegado instaurou inquérito e mobilizou parte do efetivo do Centro Integrado de Segurança e Cidadania (Cisc) de Cáceres para tentar localizar os empresários e outras pessoas que poderiam ter participação no suposto golpe.

No domingo, quando funcionários e fornecedores souberam que os empresários teriam deixado a cidade, houve tumulto em um dos supermercados. O estabelecimento foi arrombado e houve saques.

- A Polícia Civil e Militar controlaram a situação. A perícia constatou que houve arrombamento, saques, subtração de diversos gêneros alimentícios e outros bens do supermercado - disse Gustavo Garcia.

Também foi aberto um procedimento para investigar o furto no supermercado

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 242 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal