Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

12/03/2007 - G1 Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Bancos reforçam segurança com 'chaveirinhos de senha'

Por: Ligia Guimarães


Computadores invadidos, senhas roubadas, dinheiro desviado. Apesar de acontecerem em apenas em 0,001% das transações online, as fraudes bancárias pela internet geram um prejuízo que chega a R$ 300 milhões por ano, segundo a Federação Brasileira dos Bancos (Febraban).

Por isso, os bancos contra-atacam com uma série de aparatos para reforçar a segurança do cliente: são cartões, chaveiros e, conseqüentemente, um número cada vez maior de senhas.

Chaveirinho com números

Uma das novidades dos bancos que afetam diretamente a rotina do consumidor são os tokens, aparelhinhos com um pequeno visor que geram senhas aleatoriamente, Cada vez que o cliente faz uma operação bancária, usa uma senha diferente que aparece na telinha e vale apenas por um curto período de tempo, em geral de 30 segundos a 1 minuto.

No Unibanco, 30 mil clientes já receberam o dispositivo, que tem formato de chaveiro e serve apenas para operações por internet.

No Santander Banespa, funcionários testam um aparelho multisenha em forma de cartão que tem uso para caixa eletrônico, telefone ou web. No Itaú, o token já é oferecido para alguns clientes do banco.

Senha portátil

Mas será que tanta tecnologia não acaba atrapalhando a vida de quem precisa economizar tempo e resolver rapidamente problemas bancários sem ir até a agência?

O desenhista industrial Guilhermes Damian, 30 anos, que recebeu recentemente o aparelho em forma de chaveiro, desaprovou a novidade. “Não é prático, porque é a última coisa que eu vou lembrar de levar antes de sair de casa”, diz. “Acho que uma coisa que vai acontecer muito é a pessoa chegar no trabalho para pagar uma conta e descobrir que não pode, porque esqueceu o chaveirinho”.

Segundo o diretor de canais do Unibanco, Fernando Malta, o uso do aparelho vale a pena em nome da tranqüilidade. "É um aparelho muito simples e fácil de levar. O cliente pode ficar tranqüilo, porque essa é uma tecnologia realmente blindada", diz.

A consultora Marina Carvalho, 31 anos, concorda. Ela utiliza desde o ano passado um cartão de papel com senhas aleatórias, que recebeu do banco, e diz que não se incomoda.

"Não atrapalha porque é um tipo de senha que eu não preciso lembrar. É uma tranqüilidade para quem tem sempre que fazer pagamentos pela internet. Me acostumei rápido".

Veja imagem dos novos aparelhos para senhas

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 530 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal