Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

21/12/2009 - O Globo Online Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Atenção ao golpe do boleto malicioso

Por: Carlos Alberto Teixeira


RIO - Donos de domínios internet brasileiros estão sofrendo há alguns meses com uma nova onda de um golpe bolado em 2006. Eles recebem em seu endereço postal um boleto bancário malicioso dando a impressão de que é a taxa anual de renovação do domínio, que normalmente é paga ao provedor internet do usuário ou à instituição Registro.br, do Comitê Gestor da Internet no Brasil.

Para azar dos golpistas, Gustavo Cardial (gustavo.cardial.com.br), jornalista e blogueiro paulistano, realizou uma investigação que merece aplausos. Indignado com o golpe, postou em outubro os primeiros resultados de suas buscas, em tinyurl.com/registrar1 . Aprofundando suas fuxicadas, postou recentemente um segundo relatório, mais contundente, no endereço tinyurl.com/registrar2 .

Cardial mostra que são três os sites envolvidos nesse tipo de golpe, cuja origem é Recife, em Pernambuco. Encontrou os nomes e os CNPJs das empresas envolvidas, além de nomes, CPFs, e até fotos dos responsáveis, dentre muitas outras informações. Naturalmente, os acusados ficaram em polvorosa e já alteraram ou apagaram algumas das pistas. Só não mudaram o nome da mãe de um dois supostos responsáveis, que são primos. ( Saiba como retaliar o golpe )

De posse de alguns desses dados, só não os processa quem não quiser.

O mais conhecido dos remetentes é uma firma deles cujo site é registrar.br.com, que envia boletos parecidos com os do Registro.br, só que cobrando um valor de R$ 135. No boleto, emitido pela Caixa e enviado aos cuidados do "Setor Financeiro" da vitima, constam todas as informações a respeito do dono do domínio que podem ser visualizadas por qualquer internauta no site do Registro.br.

A explicação da cobrança pode ser lida nas letrinhas do boleto - trata-se de uma oferta postal de um serviço de hospedagem de sites. Pagando os R$ 135, o dono do domínio está comprando o serviço por um ano.

O tal boleto, em verdade, não tem nada de ilegal, mas a intenção dele é obviamente de má fé, por induzir o destinatário ao erro. O usuário distraído, desatento ou apressado pode se confundir com o nome "registrar.br.com", bem parecido com "registro.br". E, entre os muitos boletos bancários que recebe mensalmente, pode acabar pagando a tal quantia pensando que assim estará renovando a validade de seu domínio internet. É um golpe inteligente. Mas sujo.

A atitude recomendada ao receber um desses boletos falsos é simplesmente jogá-lo fora.

Há quem confunda o site "registrar.br.com" com "registrar.com.br", cujo dono é a empresa Braslink. Em sua home page, a "registrar.com.br" avisa sobre os boletos maliciosos e informa que não tem nada a ver com a história.

O site oficial Registro.br está a par do golpe. Segundo a instituição, esses boletos confundem a boa fé do usuário, que imagina estar diante de um boleto emitido pelo NIC.br. De tempos em tempos ressurgem ações dessa natureza, não só em relação ao Registro.br/ NIC.br, mas em todo e qualquer setor que emita cobranças de qualquer natureza ou magnitude. É bom ficar de olho.

O Registro.br tem apresentado um aumento cíclico de contatos referentes a esse assunto. Muitos donos de domínio que recebem o boleto malicioso contatam a instituição para aferir a veracidade da cobrança.

Além da negativa diante dessas situações, a equipe de atendimento do Registro.br reforça também que há diversas informações incongruentes entre o boleto emitido por essas empresas e o do boleto verdadeiro, desde a natureza do serviço prestado (a instituição realiza o registro de nomes de domínio sob a raiz ".br" e não oferece qualquer serviço adicional, como a hospedagem de sites etc.), o valor (a taxa anual pela manutenção do domínio é de R$ 30) e, por fim, o cedente do boleto, que, esse sim, é o ponto mais sensível, e que geralmente induz o usuário a pagar por um serviço e pensar estar usufruindo de outro.

O Registro.br sugere a quem receber boletos assim que denuncie ao Ministério Público ou a qualquer Delegacia de Polícia. A própria instituição, quando recebe boletos que visam a induzir usuários a erro, sempre leva esses fatos ao conhecimento de autoridades policiais e do Ministério Público, o que acaba gerando a abertura de procedimentos investigatórios.

O comunicado oficial do Registro.br alertando sobre o golpe pode ser lido em http://iya83.tk . Nele consta a principal dica para não cair na arapuca - atentar para os dados bancários oficiais do Registro.br (cedente, banco, agência e conta) e compará-los com os que vêm no boleto recebido pelos Correios.

Se houver dúvida, o telefone da central de atendimento da instituição é (11) 5509-3500 e o email é pagamento@registro.br.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 429 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal