Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

16/12/2009 - Correio de Uberlândia Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

PM apreende documentos utilizados por falsário

Por: Gislene Tiago

Suspeito de estelionato está foragido; Ele utilizava 21 identidades diferentes para abrir contas bancárias.

A Polícia Militar (PM) cumpriu hoje (16) mandado de busca e apreensão em Uberlândia em dois endereços que teriam sido utilizados por um homem suspeito de praticar golpes contra o sistema financeiro, previndenciário e o Ministério do Trabalho. Rubens Carlos Cintra, 34 anos, é suspeito de utilizar 21 identidades diferentes para obter documentos falsos, abrir contas bancárias, movimentá-las até estourar o limite e emitir cheques sem fundos em compras e viagens.

Ele está foragido. A documentação foi levada para a delegacia da Polícia Federal uberlandense para ser periciada e a mãe do suspeito prestou depoimento na PF. Depois das diligências, a PM constatou que um dos endereços era de uma das vítimas do suspeito de estelionato.

Na residência do suspeito, a PM encontrou várias certidões de nascimento, 16 carteiras de identidade, 20 CPFs, dois títulos eleitorais, dois passaportes, 31 carteiras de trabalho e diversos cartões bancários da Caixa Econômica Federal (CEF), Banco do Brasil (BB), Banco Real e Itaú. Para cada identidade, o suspeito utilizava um novo sobrenome, mas sempre adotando o primeiro nome e a própria foto.

Os documentos eram obtidos em vários estados brasileiros. A Polícia ainda não sabe quanto Rubens movimentou nos golpes. As investigações preliminares conduzidas pela Polícia Militar apontam que o suspeito primeiro adquiria um RG ou certidão de nascimento com um novo sobrenome. Depois tirava um CPF e abria uma conta bancária para movimentá-la, emitindo cheques sem fundos até estourar o limite de cheque especial.

Nas 31 carteiras de trabalho foram identificadas diversas assinaturas de empregos e demissões falsas. Com o documento, ele recebia o seguro desemprego no Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) . Foram encontradas ainda notas fiscais de três empresas fantasmas abertas por Rubens com as identidades falsas.

A polícia chegou aos endereços do suspeito ao cruzar informações de boletins de ocorrências registrados por estabelecimentos comerciais que foram vítimas do golpe. De acordo com Eduardo Alves Lima, segundo tenente da PM, Rubens agia há pelo menos quatro anos na cidade.

A maior parte das compras era efetuada em lojas de móveis e eletrodomésticos. “Apreendemos notas fiscais das compras nas lojas e os produtos deverão ser apreendidos”, disse o tenente. Em um dos endereços, onde mora a mãe de Rubens, foram encontradas fotos de viagens do suspeito de estelionato para várias partes do País. A Polícia Militar trabalha com a hipótese de as viagens terem sido custeadas com o dinheiro dos golpes. A Polícia descarta que Rubens agia sozinho. “Com certeza ele integra uma quadrilha”, disse o segundo tenente.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 303 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal