Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2017 SOBRE FRAUDES e DOCUMENTOSCOPIA

Veja aqui a programação dos últimos treinamentos sobre Falsificações e Fraudes Documentais (16/11) e sobre Prevenção e Combate a Fraudes em Empresas (30/11).

Acompanhe nosso Twitter

14/12/2009 - Última Instância Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

MP-SP denuncia médicos que fraudaram atendimento em clínica de exames


O MP-SP (Ministério Público do Estado de São Paulo) denunciou os médicos Hilário Romanezi Cagnacci e Paula Henriete Cagnacci, por falsidade ideológica. De acordo com as denúncias, os dois médicos (pai e filha) montaram uma clínica de oncologia, arrendaram equipamentos do Hospital Beneficência Portuguesa e mantiveram, por um ano, contrato de prestação de serviços médicos com o Plano de Saúde Ana Costa e cobraram do Plano os serviços de radioterapia supostamente realizados em uma série de pacientes com câncer.

Segundo investigações do Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado), os equipamentos arrendados pelos médicos não tinham capacidade tecnológica para realizar os exames.

Além disso, os dois médicos cobravam R$ 3.100 por tratamento para cada paciente no caso de radioterapia conformacional de pelve e R$ 5.500 no caso de radioterapia conformacional de próstata. Dessa forma, conforme consta na denúncia, os profissionais adquiriram dinheiro indevidamente, já que na verdade não ofereciam o tratamento aos pacientes.

Durante o ano passado, o Plano de Saúde Ana Costa pagou pelo menos R$ 138 mil pelos exames que, de fato, nunca foram realizados. Para os promotores, tanto o Plano de Saúde quanto os pacientes foram vítimas de estelionato praticado pelos dois médicos.

Para os promotores de Justiça Cássio Roberto Conserino e Ana Maria Frigério Molinari, autores da denúncia à Justiça, Hilário e Paula Cagnacci expuseram em perigo da saúde dos pacientes, que, conforme prescrição médica, necessitavam do tratamento de radioterapia, mas não receberam o tratamento.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 253 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal